Alpargatas (ALPA4) se desfaz de parceria com a Mizuno por R$ 200 milhões

Alpargatas (ALPA4) se desfaz de parceria com a Mizuno por R$ 200 milhões
Mizuno (foto: divulgação)

A Alpargatas (ALPA4), dona da Havaianas, deixou de ser parceira da Mizuno após 23 anos junto a marca. A Mizuno anunciou que sua parceira nova no Brasil passou a ser a Vulcabrás Azaléia (VULC3), que está aumentado a sua presença no setor de esportes. A Alpargatas comunicou que a negociação ficou em aproximadamente R$ 200 milhões. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A Vulcabrás já possui algumas outras marcas do setor como a Olympikus e a Under Armour. No ano passado, a Mizuno, nova parceira da empresa, faturou R$ 444 milhões no Brasil, segundo informações da Vulcabrás.

A empresa destacou que a negociação não inclui fábricas. A Alpargatas também salientou que suas unidades com operações voltadas à Mizuno serão remodeladas para produzir Havaianas. A Vulcabrás produzirá Mizuno em suas próprias unidades.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Além da Mizuno, a Alpargatas também já foi dona de outras marcas esportivas, como Rainha e Topper. Entretanto, as duas empresas passaram a ser do grupo do empresário Carlos Wizard Martins.

Vale destacar que a Alpargatas anunciou, em 2014, a renovação do contrato com a Mizuno por 13 anos. As empresas iniciaram a parceria em 1997.

O presidente da Vulcabrás/Azaléia, Pedro Bartelle, falou, em nota, sobre os pontos fortes de sua empresa. “A Vulcabras Azaleia tem como diferenciais a flexibilidade na produção, a rapidez na reposição e a agilidade na distribuição. A rapidez de reposição da nossa empresa faz com que nossos clientes consigam se abastecer de maneira mais segura, sem ter que assumir compromissos com muita antecedência e, dessa maneira, possam planejar seu negócio de forma mais assertiva”, disse o executivo. O negócio entre a Mizuno, ex-parceira da Alpargatas, e a Vulcabrás ainda está sujeito a aprovações de órgãos reguladores, incluindo o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião