Internacional

Ex-presidente do Peru Alan García se suicida para não ser preso

0

O ex-presidente do Peru, Alan García, morreu nesta quarta-feira (17), após cometer suicídio. O político atirou contra sua própria cabeça momentos antes de ser preso pela polícia peruana em sua casa em Lima, capital do país. Ele era acusado de ter aceitado propinas da Odebrecht e era alvo de uma mandato de prisão temporária por 10 dias.

Alan Garcia foi transportado no hospital Casimiro Ulloa onde foi submetido a uma cirurgia de emergência. Uma emissora de TV local afirmou que o ex-presidente do Peru chegou ao hospital coberto por uma manta manchada de vermelho.

A ministra da Saúde do Peru, Zulema Tomás, declarou que o político sofreu três paradas cardíacas e que seu estado de saúde era delicado. Entretanto, García não resistiu aos ferimentos.

Em sua conta no Twitter, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, lamentou a morte do ex-mandatário.

Receba nosso relatório sobre o IPO do UBER gratuitamente!

Propinas da Odebrecht

Segundo informações do jornal “El Comercio”, a tentativa de suicídio ocorreu quando agentes da Divisão de Investigação de delitos Alta Complexidade foram até a casa de García. O ex-presidente era acusado de receber dinheiro ilegal da empreiteira brasileira em sua campanha eleitoral de 2006.

Saiba Mais: Odebrecht pagou mais R$ 630 mi em propina à políticos da Venezuela

A suposta relação de Alan García com esquemas de suborno é investigada pela Lava Jato. A investigação brasileira teve desdobramentos levados adiante pelas autoridades peruanas. Além dele, outros três ex-presidentes do Peru são alvos de investigações.

O ex-mandatário peruano Pedro Pablo Kuczynski teve a prisão preventiva decretada na última quarta-feira (10), suspeito de envolvimento em um esquema de lavagem de dinheiro. Além dele, também Alejandro Toledo e Olanta Humala são acusados de ter participado dos crimes.

A Odebrecht é investigada no Peru por pagamento de propinas para ganhar contratos de obras de infraestrutura. Em fevereiro último, a empreiteira fechou acordo de delação com o governo peruano.

Saiba Mais: Odebrecht e governo do Peru assinam acordo de cooperação

A empresa já fechou acordos com outros sete países: Brasil, Estados Unidos, Suíça, República Dominicana, Panamá, Equador e Guatemala.

Mandatos

Alan García assumiu o primeiro mandando como presidente do Peru em 1985. O segundo período do peruano como líder do país começou em 2006.

Em  2016, o mandatário tentou a reeleição pela terceira vez, mas foi derrotado por Kuczynski e obteve apenas 6% dos votos válidos. Alan García é advogado e político.

“Quer saber mais sobre o IPO do Uber? Baixe aqui o relatório completo GRATUITO”

Compartilhe a sua opinião

Carlo Cauti
Editor-chefe do SUNO Notícias. Italiano, formado em Ciências Políticas pela universidade LUISS G. Carli de Roma e mestre cum laude em Relações Internacionais, Jornalismo Internacional e de Guerra e em Economia Internacional. Concluiu também um MBA em Finanças na B3. No Brasil, teve passagem por veículos de comunicação como O Estado de S.Paulo, G1, Veja e EXAME. Também trabalhou nas agências de notícias italianas ANSA e NOVA.