Airbnb se prepara para IPO na Nasdaq ainda em 2020

Airbnb se prepara para IPO na Nasdaq ainda em 2020
O Airbnb pretende levantar US$ bilhões em seu IPO, segundo publicado pela Reuters

A plataforma de reserva de hospedagem Airbnb se prepara para realizar sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa automática dos Estados Unidos Nasdaq ainda em 2020.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

No início de outubro, a agência Reuters noticiou, mencionando pessoas familiarizadas com o assunto, que a startup norte-americana pretendia captar US$ 3 bilhões (cerca de R$ 17 bilhões) em sua estreia no mercado acionário, o que avaliaria o Airbnb em mais de US$ 30 bilhões e firmaria a oferta como uma das mais quentes deste ano.

O movimento para abrir o capital reflete a recuperação significativa, antes impensável, de seus negócios após a pandemia fechar o sinal para o setor de viagens e turismo.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Se concretizada, a abertura de capital será um dos maiores e mais esperados IPOs do mercado de ações dos Estados Unidos, que já incluiu as oferta da gravadora Warner Music Group e da armazenamento de dados em nuvem Snowflake.

O Airbnb informou que foi beneficiado pela ação de turistas evitando hotéis maiores e indo em busca de dirigir até locais alugados por temporada. Em julho, a companhia comunicou que os clientes reservaram mais de 1 milhão de noites em um único dia pela primeira vez desde 3 de março.

Airbnb dá início ao processo de IPO

A plataforma digital informou em agosto que deu início ao seu processo para a realização de sua oferta pública de ações. A empresa flertou com a ideia no começo do ano, mas foi atravessada pela crise causada pela covid-19.

O Airbnb entregou um documento de registro preliminar confidencial à Securities and Exchange Commission (SEC, órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos), no entanto não revelou mais detalhes sobre a operação e pediu confidencialidade de listagem.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião