Negócios

Agenda do Dia: Vale; WEG; Grupo XP; Coty; Copel; Previdência

0

Os assuntos da Agenda do Dia desta quarta-feira (23) prometem agitar o mercado interno e externo.

As vendas de minério devem impulsionar os resultados da Vale. O Grupo XP está se mostrando otimista quanto ao valor da empresa. Estas e outras notícias fazem parte da Agenda do Dia desta quarta.

A Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a WEG, que divulgou seu lucro líquido.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Vale

Os maiores volumes de vendas de minério de ferro devem fazer com que o resultado da Vale no terceiro trimestre fique positivo. De acordo com especialistas, a Vale deve obter uma receita de US$ 10,3 bilhões entre julho e setembro, com alta de 8,4% sobre o mesmo período de 2018.

Veja também: LOG precifica ações para aumento de capital em R$ 22,50

O Ebtida, de acordo com as projeções de especialistas, deve ficar em US$ 4,9 bilhões, uma alta de 14% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. A expectativa para o lucro médio é de US$ 2,5 bilhões, um aumento de 78% na mesma base de comparação.

WEG

A WEG divulgou seu lucro líquido do terceiro trimestre. O valor ficou em torno de R$ 418,2 milhões. A alta em comparação com o mesmo período do ano passado foi de 9,7%. O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebtida) ficou em R$ 579,03 milhões, um aumento de 18,4%.

A fabricante de equipamentos industriais comunicou que o mercado interno mostrou-se positivo nas principais linhas de negócio. A receita ainda sofreu influência pela menor participação de projetos eólicos.

Grupo XP

O Grupo XP, que mudou o nome recentemente para XP Inc., está avaliando a empresa para um valor ainda maior. A empresa tinha estimado chegar com o valor de R$ 60 bilhões em sua oferta inicial de ações (IPO). Entretanto, de acordo com cálculos da companhia, a XP pode chegar a R$ 100 bilhões.

Coty

A Coty informou na última terça-feira (22) que deve colocar a venda sua operação no Brasil. A operação faz parte do processo de reestruturação dos negócios da empresa. Além disso, a empresa francesa também tem planos para se desfazer de sua divisão glbal de itens de uso profissional, que tem como alvo salões de beleza.

Copel

A empresa de energia elétrica do Paraná anunciou que irá aumentar os investimentos para os próximos anos. O objetivo da Copel é melhorar a infraestrutura de energia para atender empreendimentos no Estado. Apenas neste ano a empresa já anunciou investimento privados que chegam a casa dos R$ 17,4 bilhões.

Log-In

A Log-In Logística Intermodal comunicou o mercado que está averiguando a possibilidade de uma captação primária de recursos. Isso seria feito por intermédio de uma oferta pública de ações com esforços restritos de colocação.

“Ressalta-se que, até o momento, a companhia não definiu e nem aprovou a efetiva realização de uma potencial oferta e nem os termos e condições que seriam aplicáveis”, informou a empresa sobre a possível captação.

EDP Energias do Brasil, Localiza e CSN

A EDP Energias do Brasil, a CSN e a Localiza devem divulgar seus resultados após o encerramento do pregão nesta quarta. Entre as três empresas, a CSN deve apresentar resultados mais fracos. Isso porque as margens de mineração devem ser pressionadas por custos elevados, devido ao frete mais caro, que faz com que haja um desconto maior nos preços do minério de ferro. Em contrapartida, de acordo com o Morgan Stanley, a Localiza deve seguir com resultados fortes neste trimestre.

Previdência

A reforma da Previdência foi aprovada em segundo turno no plenário do Senado, na última terça-feira (22). A votação foi concluída com 60 votos a favor e 19 contrários. Para ser aprovado, o texto precisava de 49 votos a favor.

A medida alterará as regras para a aposentadoria dos trabalhadores. Mais cedo, ainda na terça-feira, o texto do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator da proposta da reforma da Previdência, foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.