Agenda do Dia: Petrobras; Gol; BB Seguridade; Klabin; CCR; Enel

Agenda do Dia: Petrobras; Gol; BB Seguridade; Klabin; CCR; Enel
Petrobras (PETR4): vale a pena comprar a ação? Confira as perspectivas

Os assuntos da Agenda do Dia desta segunda-feira (4) promete mexer com o mercado interno e o externo.

A Petrobras informou que atingiu uma marca histórica na exportação de petróleo durante o mês de abril. A Gol informou seus dados (não auditados) referentes ao primeiro trimestre deste ano.

Além disso, a Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a Klabin, que teve prejuízo de R$ 3,17 bilhões nos três primeiros meses deste ano.

Veja também: Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Petrobras

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou nesta segunda-feira (4) que bateu recorde de exportação no mês de abril. A empresa exportou 1 milhão de barris por dia de petróleo no período. Além de ser um novo recorde, a marca também irá ajudar a reforçar o caixa da empresa.

Vale destacar que o recorde anterior da Petrobras era de 771 mil barris por dia e foi alcançado em dezembro do ano passado.

A petroleira estatal ressaltou que o resultado ocorre em meio a um perído conturbado da economia mundial, com uma grande diminuição da demanda global por petróleo e derivados por conta da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Gol

A companhia de linhas aéreas Gol (GOLL4) apresentou os dados não auditados referentes ao primeiro trimestre de 2020 e confirmou que seu balanço com os dados auditados será divulgado no dia 15 de maio.

Saiba mais: Gol (GOLL4) tem prejuízo líquido de R$ 2,2 bi no 1T20; dados não são auditados

BB Seguridade

A BB Seguridade (BBSE3) registrou lucro líquido de R$ 882,7 milhões no primeiro trimestre deste ano. O valor representa uma queda de 12,9% em relação ao mesmo período de 2019.

A queda no lucro, segundo a controlada do Banco do Brasil, foi influenciada pela baixa no resultado financeiro, que também sofreu pelos cortes realizados na taxa básica de juros (Selic).

Saiba mais: BB Seguridade reporta lucro líquido de R$ 882,7 mi no 1T20, queda de 12,9%

Boletim Focus

Os economistas do mercado financeiro ouvidos pelo Boletim Focus reduziram as previsões para taxa básica de juros da economia (Selic) de 2020 para 2,75%. O boletim foi divulgado hoje. Na última semana, a previsão era de 3%. A taxa está em 3,75%, mínima histórica, a a próxima decisão do Copom sobre ela acontecerá nesta quarta-feira (6).

A estimativa de PIB para 2002 também caiu, segundo o Focus, para -3,76%, ante -3,34%. É a décima segunda queda consecutiva nessa previsão. Para o próximo ano, no entanto, os analistas esperam que o PIB suba 3,20%, ante 3% do boletim da semana anterior.

Klabin

A Klabin teve prejuízo de R$ 3,17 bilhões nos três primeiros meses deste ano. Os dados foram divulgados antes da abertura do mercado, nesta segunda-feira.

A receita da companhia teve alta de 4% no período, em relação ao mesmo intervalo do ano passado, para R$ 2,98 bilhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) cresceu 2%, ficando em R$ 1,03 bilhão.

CCR

A CCR (CCRO3) registrou uma queda de 19,7% no tráfego de suas rodovias operadas na última semana de abril em comparação com o mesmo período de 2019.

Desconsiderando a ViaSul, a queda foi de 23,9% no entre os dias 24 e 30 de abril. O Grupo CCR comunicou que “segue comprometido com a segurança de seus colaboradores e das comunidades das regiões onde atua no combate da pandemia do coronavírus (covid-9)“.

Enel

A Enel divulgou seu resultado do primeiro trimestre na noite da última quinta-feira (30). A companhia do setor de energia elétrica, que atende toda região da Grande São Paulo, teve lucro líquido de R$ 155,2 milhões no período entre janeiro e março deste ano. O valor representa um crescimento de 124,8% em relação ao lucro líquido de R$ 69 milhões do mesmo intervalo de 2019.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião