Negócios

Agenda do Dia: Oi; Taurus; Caixa Econômica; Vale; Eneva

0

Os assuntos da Agenda do Dia desta segunda-feira (27) prometem mexer com o mercado interno e o externo.

A Oi Móvel pode ser dividida entre Tim e Vivo após venda de R$ 15 bilhões, de acordo com informações do jornal “O Globo”. A Taurus assinará uma joint-venture com a Jindal Group nesta segunda. A Vale fez um novo alerta sobre uma barragem em Minas Gerais.

A Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a Eneva, que emitirá 600 mil debêntures simples.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Oi

A operação móvel da Oi (OIBR4) pode ser dividida entre a Tim (TIMP3) e Vivo (VIVT4) em uma transação de cerca de R$ 15 bilhões. As informações são do jornal “O Globo” e do banco BTG Pactual (BPAC11).

Em um relatório divulgado no último domingo (26), o banco estima que a empresa italiana levaria 70% da operação móvel da Oi, enquanto a portuguesa Vivo ficaria com os 30% restantes. De acordo com os analistas, essa seria a única forma dos órgãos antitruste do Brasil aprovarem o negócio.

A Oi e a Tim, juntas, dominariam mais de 50% do mercado do Paraná, Santa Catarina e outros cinco estados do Nordeste.

Taurus

A Taurus (TASA3)anunciará nesta segunda-feira (27) a assinatura de uma joint-venture com o indiano Jindal Group.

A ideia do negócio é fazer com que o Jindal Group passe a fabricar armamento na Índia com tecnologia brasileira. O acordo está há quase um ano em negociações.

Caixa

A Caixa Econômica Federal irá realizar a abertura de capital de alguns setores da empresa. Com isso, a instituição financeira deve ser responsável por aproximadamente 50% do volume de oferta pública inicial (IPOs) de 2020. Especialistas acreditam que R$ 50 bilhões serão movimentados no mercado com essas operações. Do total, R$ 25 bilhões devem vir da Caixa Seguridade, da rede Lotéricas e da operação de cartões da estatal.

Veja também: BlackRock e outras gestoras estão disputando parceria com BB

As operações fazem parte do plano de desestatização da Caixa para gerar recursos e pagar a dívida de aproximadamente de R$ 30 bilhões com o Tesouro Nacional.

Vale

A Vale (VALE3) realizou um novo alerta sobre a Barragem Sul Inferior, da Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, Minas Gerais, por conta das fortes chuvas na região no último fim de semana. As chuvas já fizeram 44 mortos na região.

“Em razão das fortes chuvas na região, ocorreu uma erosão na parte interna do reservatório da estrutura, que se mantém estável”, informou a Vale em comunicado no sábado (25).

Eneva

A Eneva (ENEV3)informou ao mercado que irá emitir 600 mil debêntures simples, que chega ao total de R$ 600 milhões. O Itaú Unibanco será o responsável pela formação de mercado da operação.

Boletim Focus

Os especialistas das 100 principais instituições financeiras do mercado brasileiro, que contribuem com a elaboração do Boletim Focus, reduziram a previsão da taxa básica de juros do País (Selic) de 2020. De acordo com a nova previsão, no final do ano, a Selic será de 4,25%.

Saiba Mais: Boletim Focus reduz previsão da taxa Selic para 4,25% em 2020

Há quatro semanas, no entanto, as previsões dos profissionais no Boletim Focus para a taxa Selic de 2020 era um pouco maior, de 4,50%. Sobre a Selic para o fim de 2021, o BC mantém a previsão de 6,25%.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.