Negócios

Agenda do Dia: Oi; Bradespar; IRB; Via Varejo; JBS; Embraer

0

Os assuntos da Agenda do Dia desta quinta-feira (26) prometem mexer com o mercado interno e o externo.

A Oi divulgou seus resultados referentes ao exercício de 2019 e ao quarto trimestre do ano passado. A Bradespar reportou que teve um prejuízo de quase meio bilhão em 2019.

Além disso, a Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a IRB, que comunicou a renúncia de Pedro Guimarães do cargo de membro do Conselho de Administração da companhia

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Oi

A Oi (OIBR3) registrou R$ 9 bilhões de prejuízo em 2019, frente ao lucro líquido de R$ 24,59 bilhões reportado em 2018. De acordo com a Oi, a receita líquida, na comparação anual, caiu 8,7%. Em 2019, foram apresentados R$ 20,13 bilhões, enquanto em 2018 foram R$ 22,06 bilhões.

Veja também: Oi (OIBR3) decide não divulgar projeções para 2020

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de rotina foi de R$ 4,46 bilhões em 2019, uma queda de 23,7% em relação aos R$ 5,8 bilhões apresentados em 2018.

Bradespar

A Bradespar registrou um prejuízo líquido de R$ 403,2 milhões no ano de 2019. A empresa atribuiu o prejuízo a Vale, empresa que possui maior participação na companhia. Isso porque houve a tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019, que trouxe impactos negativos para ambas empresas.

No quarto trimestre de 2019, o prejuízo da Bradespar foi de R$ 387,8 milhões, revertendo um lucro de R$ 1,9 bilhão, registrado no mesmo período no ano de 2018.

IRB

A resseguradora IRB (IRBR3) comunicou a renúncia de Pedro Guimarães do cargo de membro do Conselho de Administração da companhia. A informação foi divulgada na última quarta-feira (25).

O IRB agradeceu os serviços prestados pelo atual presidente da Caixa Econômica Federal, “em especial na qualidade de presidente interino”. Guimarães ocupou o cargo interinamente após a saída de Ivan Monteiro, que alegou problemas de saúde.

Via Varejo

A Via Varejo (VVAR3) apresentou lucro líquido operacional de R$ 78 milhões no período do quarto trimestre. Entre outubro e dezembro de 2018, a companhia teve prejuízo de R$ 282 milhões.

Saiba mais: Via Varejo tem lucro líquido operacional de R$ 78 milhões no 4T19

O lucro bruto consolidado da companhia foi de R$ 2,3 bilhões, uma alta de 15,2% na comparação anual. O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado no último trimestre foi de R$ 605 milhões, uma alta de 91,4%.

A empresa também comunicou que encerrou suas investigações relacionadas a fraude contábil.

JBS

A JBS (JBSS3) registrou um lucro líquido de R$ 6,1 bilhões no ano de 2019. Com isso, a empresa teve o melhor ano de sua história. A receita líquida, em 2019, foi de R$ 204,5 bilhões, a maior já registrada pela companhia.

Saiba mais: JBS (JBSS3) registra lucro líquido de R$ 6 bilhões em 2019

No período do quarto trimestre do ano passado, a JBS registrou lucro líquido de R$ 2,4 bilhões com lucro por ação de R$ 0,91. Entre outubro e dezembro, a receita líquida da processadora de carnes foi de R$ 57,1 bilhões.

Embraer

A Embraer informou nesta quinta-feira (26) que está monitorando o impacto da pandemia de coronavírus em suas operações, funcionários, economia global e demanda de seus produtos e serviços.

A companhia informou que “até o momento não sofreu amplos atrasos em sua cadeia de suprimentos, operações de fabricação, ou impactos relevantes na demanda por seus produtos”.

A empresa ainda comunicou que, nas unidades do Brasil, há algumas atividades essenciais sendo operadas normalmente. Muitos empregados também estão trabalhando remotamente.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.