Agenda do Dia: Cogna; IRB Brasil; Petrobras; Saraiva; Omega

Agenda do Dia: Cogna; IRB Brasil; Petrobras; Saraiva; Omega
A Cogna registrou um prejuízo de R$ 454,735 milhões no 2T20. (foto: divulgação)

Os assuntos da Agenda do Dia desta segunda-feira (24) prometem agitar o mercado.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A Agenda do Dia começa com a notícia sobre a Cogna, que, de acordo com informações do jornal “Valor Econômico”, irá reduzir sua graduação presencial em mais da metade dos cursos oferecidos. Além disso, há também novas informações sobre a IRB Brasil, que foi assunto em uma nova carta da Squadra sobre suas ações.

Ademais, a Agenda do Dia também conta com mais informações sobre a Petrobras, que iniciou o processo de venda de 100% de suas participações em um conjunto de concessões de campos terrestres, chamado Polo Norte Capixaba.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Cogna e redução da graduação presencial

Depois de apresentar um prejuízo de R$ 500 milhões no primeiro semestre deste ano, que veio principalmente de suas unidades de ensino superior presencial, a Cogna (COGN3) comunicou uma reestruturação em seus negócios.

A empresa diminuirá o número de cursos na graduação presencial, que hoje totalizam 59 e passará a ter aproximadamente 15. Isso porque apenas os cursos que possuem mensalidades mais altas como medicina, odontologia, veterinária, direito, terão aulas presenciais, enquanto os ficarão concentrados em cursos digitais.

Squadra diz que IRB Brasil deve sofrer “sequelas dolorosas”

A Squadra Investimentos divulgou uma carta reafirmando sua aposta em queda das ações [short] do IRB Brasil Resseguros (IRBR3). De acordo com a gestora, a nova administração do ressegurador tem tomado decisões voltadas para o crescimento ao invés de “encolher e reestruturar”.

Petrobras dá início a venda de participação em concessões no Espírito Santo

A Petrobras (PETR4) comunicou ao mercado, na última sexta-feira (21), que deu início ao processo de venda da totalidade de suas participações em um conjunto de concessões de campos terrestres, denominado de Polo Norte Capixaba, situado no estado do Espírito Santo.

“Essa operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em águas profundas e ultra profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”, informou a petroleira.

Omega fará oferta pública de ações nos EUA e no Brasil

A Omega Geração informou que irá realizar uma oferta pública de ações no Brasil e nos EUA, com 17,3 milhões de papéis e um outro possível lote de 6 milhões de papéis.

A empresa pode levantar entre R$ 650 milhões e R$ 877 milhões (caso seja incluso o lote adicional). O coordenador da oferta será o Itaú BBA.

Prejuízo da Saraiva

A Saraiva (SLED4; SLED3), que se encontra em recuperação judicial, registrou um prejuízo líquido de R$ 118,2 milhões no segundo trimestre deste ano. O prejuízo é 64% maior do que a perda registrada no mesmo período do ano passado.

A receita líquida teve queda de 80%, em comparação com o segundo trimestre do ano passado, para R$ 27,7 milhões. De acordo com a Saraiva, desse valor total, apenas R$ 4,6 milhões foram provenientes das lojas físicas. Ao todo, a empresa possui 48 unidades funcionando com horário reduzido. A receita via e-commerce da rede de livrarias totalizou R$ 23 milhões, queda de 56,8%.

Engie Brasil realiza acordo com o Itaú

A Engie Brasil Energia (EGIE3) informou, também na última sexta-feira (21), que seu conselho de administração aprovou a celebração de um acordo de investimento para a companhia elétrica junto ao Itaú Unibanco (ITUB4). O acordo prevê a subscrição por parte da instituição financeira de R$ 500 milhões em novas ações preferenciais de emissão da Novo Estado Participações, unidade da Engie encarregada de um projeto de transmissão na região Norte do Brasil.

JCP do Banco de Brasília

O Banco de Brasília (BSLI3; BSLI4), conhecido como BRB, informou aos seus acionistas e ao mercado geral, na última sexta-feira (21), que seu conselho de administração aprovou a antecipação do pagamento de R$ 22 milhões em Juros Sobre o Capital Próprio (JCP), que equivalem a 25% do resultado do segundo trimestre deste ano. O valor corresponde a R$ 0,593560904 por ação ON e R$ 0,652916994 por ação PN.

A Agenda do Dia do Suno Notícias mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião