Agenda do Dia: Alupar; Movida; Via Varejo; Quero-Quero; Eletrobras

Agenda do Dia: Alupar; Movida; Via Varejo; Quero-Quero; Eletrobras

Os assuntos da Agenda do Dia desta quinta-feira (13) prometem agitar o mercado.

A Agenda do Dia começa com a notícia sobre a Alupar, que apresentou queda em seus resultados do segundo trimestre deste ano. Há também novas informações sobre a Movida, que divulgou dados não auditados e prévios sobre a receita do mês de julho.

Ademais, a Via Varejo reverteu o prejuízo de R$ 162 milhões apresentado no segundo trimestre de 2019.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Alupar

A Alupar (ALUP11) registrou um lucro líquido de R$ 72,1 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 35% em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando a companhia obteve lucro de R$ 110,9 milhões. Os dados com resultados do trimestre foram divulgado na noite da última quinta-feira (12) pela empresa.

Por outro lado, a receita líquida cresceu 25,6% frente ao segundo trimestre de 2019, ficando em R$ 1,027 bilhão.

Movida

A Movida (MOVI3), locadora de veículos, apresentou dados prévios referentes ao mês de julho. A receita líquida de serviços subiu para R$ 122,7 milhões, alta de 23,2% em relação a media mensal do segundo trimestre.

A companhia também divulgou na última quarta-feira (12) que registrou uma queda de 94% no lucro líquido do trimestre encerrado em junho deste ano, a R$ 2,6 milhões.

MRV

A MRV Engenharia (MRVE3) registrou lucro líquido de R$ 124 milhões no segundo trimestre deste ano. O valor equivale a uma queda de 34,6% em relação ao mesmo período do ano passado.O lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou em R$ 232 milhões, tendo queda de 9,9% frente ao mesmo intervalo de 2019.

A companhia informou que a queda no lucro aconteceu por causa dos descontos nas vendas de imóveis, e também o crescimento nas despesas com juros e doações relacionadas a pandemia de coronavírus (Covid-19).

Via Varejo

A Via Varejo (VVAR3) reverteu o prejuízo de R$ 162 milhões, apresentado no segundo trimestre do ano passado, e registrou um lucro líquido de R$ 65 milhões no mesmo período deste ano. Os dados foram divulgados pela companhia na noite da última quarta-feira (12). O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da companhia ficou em R$ 532 milhões no segundo trimestre deste ano, avanço de 71,7% em relação ao apresentado no mesmo período do ano passado, de R$ 310 milhões.

Quero-Quero

A Lojas Quero-Quero (LQQ3) divulgou, também na última quarta-feira (12), seu primeiro balanço após a estréia na Bolsa de Valores. A varejista de material de construção registrou lucro líquido de R$ 4,4 milhões no segundo trimestre. O valor representa uma alta de 228,4% em relação ao mesmo período no ano passado, quando havia registrado R$ 1,4 milhão.

Eletrobras

A Eletrobras (ELET3) apresentou um lucro líquido de R$ 4,597 bilhões no segundo trimestre deste ano, queda de 17% em relação ao mesmo período de 2019, quando a empresa registrou lucro de R$ 5,56 bilhões. Os dados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2020 foram divulgados pela companhia na noite da última quarta-feira (12).

Caixa Seguridade

A Caixa Seguridade informou que sua controladora Caixa Econômica Federal protocolou na  Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido de retomada do registro da oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias (IPO, na sigla em inglês). Além do documento enviado ao órgão regulador do mercado de capitais brasileiro, o banco estatal também comunicou a aprovação da entrada da Caixa Seguridade no segmento de alta governança corporativa da B3, o Novo Mercado.

Tupy

Tupy (TUPY3) reportou um prejuízo líquido de R$ 82,8 milhões referente ao segundo trimestre deste ano. De acordo com o relatório divulgado junto ao balanço, o resultado registrado entre os meses de abril e junho foi fortemente afetado pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que obrigou a paralisação das operações dos clientes da Tupy no Brasil, assim como no exterior.

Marfrig

A Marfrig Global Foods (MRFG3) também divulgou os resultados referentes ao segundo trimestre de 2020. A gigante do setor de processamento de carnes registrou um lucro líquido de R$ 1,59 bilhão, alta de 1.743% em relação ao mesmo período do ano passado, quando tinha sido de R$ 87 milhões.

A Agenda do Dia do Suno Notícias mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião