Negócios

Agenda do Dia: Vale; Via Varejo; Petrobras; Alpargatas; Klabin

0

Os assuntos da Agenda do Dia desta segunda-feira (30) prometem mexer com o mercado interno e o externo.

A Via Varejo informou que aprovou o aumento de capital social. A Alpargatas está fabricando itens hospitalares para doar e ajudar no combate ao coronavírus.

Além disso, a Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a Petrobras, que informou que fará um importação adicional de gás.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Vale

A prefeitura de Brumadinho, em Minas Gerais, realizou um decreto que, desde o dia 21 deste mês, impede que empresas como a Vale (VALE3) atuem no município. A paralisação das atividades está ligada diretamente aos riscos relacionados a pandemia de coronavírus (Covid-19).

Saiba mais: Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

Entretanto, o decreto só vigora até a presente data (30 de março). Mesmo sem o governo de Minas Gerais ter adotado medidas menos drásticas em relação ao retorno das atividades, espera-se que Minas retome suas atividades gradualmente em breve. Isso porque o governo estadual local informou que as atividades de cada município irá voltar de acordo com o número de casos. Ou seja, quanto menor o número de casos, mais rápido será o retorno das atividades.

Taurus

A Taurus Armas (TASA4) teve lucro líquido de R$ 43,1 milhões em 2019, frente a prejuízo de R$ 59,9 milhões no ano anterior. Os resultados foram divulgados pela empresa nesta segunda-feira. No quarto trimestre, o resultado foi lucro líquido de R$ 22,1 milhões, revertendo prejuízo de R$ 15,2 milhões no mesmo período de 2018.

Dentre os fatores para o resultado positivo em 2019, a empresa menciona o avanço de 25,5% nas vendas de armas do mercado doméstico, em meio à flexibilização de armamentos. A receita operacional líquida total da empresa subiu 18,3% no período, a R$ 999,6 milhões de reais.

 

Via Varejo

Em comunicado ao mercado, no último domingo (29), a Via Varejo informou que aprovou o aumento de capital social em R$ 204.982,26. Dessa forma, o capital social da varejista sai de R$ 2.904.007.296,44 para R$ 2.904.212.278,70. Foram emitidas 48.798 ações ordinárias para a operação ocorrer.

Alpargatas

Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, o presidente da Alpargatas (ALPA4), Roberto Funari, comunicou que a empresa realizou adaptações em algumas de suas fábricas, na Paraíba, para conseguir fabricar 200 mil máscaras em até seis semanas. Além disso, o executivo disse que a Alpargatas fará jalecos, aventais e protetores descartáveis para os pés. Em 15 dias a companhia também deve iniciar a produção de cerca de 18 mil pares de calçados fechados destinados aos profissionais da área hospitalar.

Os itens que fazem parte da rotina do profissional da saúde serão doados a hospitais públicos dos seguintes locais: Minas Gerais, Pernambuco e Paraíba. A Alpargatas mantém fábricas nas três regiões.

Petrobras

De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), a Petrobras (PETR3;PETR4) irá fazer uma importação adicional de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) que deve chegar nesta segunda-feira (30) ao mercado. A razão para tal medida é a “escassez pontual” causada pela grande aumento da procura pelo produto nos últimos dias.

A estatal petroleira é responsável por quase todo o fornecimento de gás consumido no Brasil.

Klabin

A produtora de papel Klabin (KLBN11) comunicou ao mercado, no último domingo (29), que adquiriu a unidade de papéis para embalagens e papelão ondulado da International Paper no Brasil. O valor da transação ficou na casa dos R$ 330 milhões.

Saiba mais: Klabin (KLBN11) adquire negócio de embalagens da International Paper por R$ 330 mi

A Klabin reforçou que a negociação foi paga com recursos próprios e terá impacto imaterial na alavancagem financeira da empresa. Do valor total da operação, aproximadamente R$ 280 milhões serão pagos imediatamente e o restante (R$ 50 milhões) após um ano.

Boletim Focus

Em meio à crise do coronavírus, os economistas das 100 principais instituições financeiras do país preveem que o PIB de 2020 terá queda de 0.48%, segundo o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira.

Trata-se da sétima semana de redução seguida. Porém, na última semana, a previsão era positiva: 1,48%. Em relação à Selic, as apostas são de que haverá novo corte e ela encerrará o ano em 3,50%.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.