Negócios

Aeroportos de São Paulo serão privatizados, diz João Doria

0

O governador de São PauloJoão Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (4) que pretende transferir a gestão dos aeroportos paulistas para a iniciativa privada.

De acordo com Doria, os 21 aeroportos do Estado que estão sob gestão do Departamento Aeroviário de São Paulo (Daesp) serão privatizados. O governador afirmou que ‘não faltarão investidores’.

O projeto que indica os primeiros campos de aviação que serão desestatizados será divulgado em janeiro, segundo o governador.

O governador afirmou ainda que o prefeito de Guarujá, no litoral de São Paulo, estuda devolver a administração do aeroporto do município ao Estado. Se a decisão for confirmada, o aeroporto da cidade litorânea fará parte do programa de privatização do governo.

Investidores estrangeiros nas disputas dos aeroportos

O governo estadual já realizou road shows para apresentar os aeroportos aos possíveis investidores.

Com as apresentações, Doria ressaltou que a possibilidade de investidores americanos é baixa. Por outro lado, os investidores europeus demonstraram interesse, principalmente os ingleses e alemães.

Além disso, o governo informou que as chances de que chineses e japoneses participem do processo de privatização são enormes.

Privatização da Sabesp

O governo de São Paulo pretende também privatizar a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A informação foi divulgada pelo secretário de Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, no dia 26 de setembro.

Saiba mais: Privatização da Sabesp está nos planos do governo de SP, diz Meirelles

De acordo com o secretário, os únicos caminhos para a Sabesp são o governo manter o controle da estatal ou a venda. A segunda opção foi mencionada como favorita do governo do Estado.

Para que possa ocorrer, a privatização depende de uma nova regulamentação no setor de saneamento básico. Assim, é necessário a aprovação de um projeto de lei do Senado.

Quando questionado sobre boas gestões, Meirelles exemplificou ao falar sobre o programa de privatizações do Estado de São Paulo. Além das privatizações dos aeroportos e da Sabesp, o governo pretende desestatizar presídios e rodovias.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Almeida
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.