Negócios

Ações da Oi são aposta, mas podem valer a pena, diz Bradesco BBI

0

O Bradesco BBI enviou um relatório a seus clientes, nesta quarta-feira (4), comunicando que as ações da Oi (OIBR3) devem continuar altamente voláteis, mas poderão ser uma aposta que vale a pena.

Os analistas do Bradesco BBI, Fred Mendes e Flávia Meireles disseram que: “Embora a Oi deva continuar a ser um ativo arriscado, sujeito a volatilidade significativa, a perspectiva de aprovação do projeto de lei de reforma das telecomunicações nos levou a adotar uma visão mais otimista”.

Na próxima semana, o Projeto de Lei Complementar 79 (PLC 79) deverá ser colocado em votação no plenário do Senado Federal. A notícia foi divulgada pelo site Brazil Journal em informação dada pelo próprio presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O PLC tem como objetivo modificar a Lei Geral de Telecomunicações. A nova proposta propõe alterar as normas de concessão da telefonia fixa. A mudança ajudaria a Oi pois a operadora deixaria de ser concessionária e competiria em igualdade com suas concorrentes.

De acordo com o banco, com a aprovação do projeto a Oi deve ganhar mais visibilidade sobre os ativos reversíveis, abrindo caminho para uma eventual fusão. A mudança também traria uma redução dos custos operacionais e de concessão e economias recorrentes de R$ 500 milhões.

Segundo o Bradesco BBI, a recomendação é de compra e o preço-alvo estimado está em R$ 1,80.

Mudanças na Oi

A Justiça do Rio de Janeiro homologou na noite da última segunda-feira (2) o plano de transição do comando da Oi. A informação foi divulgada pelo jornal “Valor Econômico”.

Saiba mais: Oi conversa com bancos para levantar até R$ 2,5 bilhões, diz jornal 

Entre os possíveis candidatos a assumir o papel de COO (na sigla em inglês), está Rodrigo Abreu. O executivo é membro do conselho de administração da Oi e ex-presidente da TIM Brasil.

O processo de mudança de comando na Oi foi iniciado em junho, e estava em análise pelo Ministério Público.

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.