Negócios

Ações da B2W, de controle das Lojas Americanas, caem 6% após balanço

0

As ações da B2W fecharam em queda na B3 (BM&F Bovespa), a Bolsa de Valores de São Paulo. A queda foi de 6,31%, e as ações encerraram o pregão comercializadas a R$ 46,75, nesta quinta-feira (21).

A B2W é controlada pelas Lojas Americanas, que detém 60% de participação na empresa. As ações da controladora apresentaram desvalorização, também em dia de divulgação de lucro: um pouco mais sutil, a descida foi de 5,58% a R$ 18,27.

A B2W é uma companhia de comércio eletrônico, resultado da fusão de 2006, entre:

  • Submarino;
  • Shoptime;
  • e Americanas.com.

Desta forma, a companhia concorre diretamente com a Amazon, empresa cujo CEO é o bilionário mais rico do mundo, segundo o ranking mais recente da revista “Forbes”: Jeff Bezos.

Saiba mais – BTG prevê salto da Amazon e consequente queda da B2W e MagaLu 

Saiba mais – Amazon passa a vender outras 15 categorias além dos livros 

Prejuízo da B2W

Na manhã desta quinta-feira, a B2W e as Lojas Americanas divulgaram seus respectivos balanços financeiros referentes ao quarto trimestre de 2018, e o acumulado do ano passado.

Confira abaixo os principais pontos do balanço divulgado pela B2W, referente ao acumulado do ano passado:

  • Prejuízo líquido: Em 2018, o prejuízo líquido foi de R$ 397,4 milhões, comparado com o prejuízo de R$ 411,4 milhões obtido em 2017.
  • Receita bruta: Em 2018, a receita bruta totalizou R$ 8,044 bilhões, comparado com os R$ 7,63 bilhões registrados em 2017.
  • Receita líquida: Em 2018, a receita líquida totalizou R$ 6,488 bilhões, comparado com os R$ 6,285 bilhões registrados em 2017.
  • Lucro bruto ajustado: Em 2018, o lucro bruto ajustado totalizou R$ 1,928 bilhão, comparado com os R$ 1,532 bilhão registrados em 2017.
  • EBITDA Ajustado: atingiu R$ 454,7 milhões, crescimento de 18,7% comparado com os R$ 383,2 milhões registrados em 2017.
  • Margem EBITDA ajustada: aumentou em 0,9 p.p., saindo de 6,1% em 2017 para 7,0% em 2018.

Saiba mais – Lojas Americanas tem lucro de R$ 380 mi em 2018, alta de 60% ante 2017 

Confira os resultados obtidos entre outubro e dezembro de 2018:

  • Prejuízo líquido: No 4T18, o prejuízo líquido foi de R$ 67,7 milhões. No 4T17, o prejuízo líquido foi de R$ 34,9 milhões.
  • Receita bruta: no 4T18, a receita bruta totalizou R$ 2,469 bilhões, comparado com os R$ 2,228 bilhões registrados no 4T17.
  • Receita líquida: No 4T18, a receita líquida totalizou R$ 1,978 bilhão, comparado com os R$ 1,817 bilhão registrados no 4T17.
  • Lucro bruto ajustado: No 4T18, o lucro bruto ajustado totalizou R$ 631,6 milhões, comparado com os R$ 525,3 milhões registrados no 4T17.
  • EBITDA Ajustado: No 4T18, o EBITDA Ajustado, já refletindo as mudanças das práticas contábeis, atingiu R$ 190,1 milhões, crescimento de 20,7% comparado com os R$ 157,4 milhões registrados no 4T17.
  • Margem EBITDA ajustada: saiu de 8,7% no 4T17 para 9,6% no 4T18, um aumento de 0,9 p.p.

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolveu pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.