Acesso Rápido

    XPFP: conheça o Índice XP de Fundos Imobiliários de Papel

    XPFP: conheça o Índice XP de Fundos Imobiliários de Papel

    Para investir bem em FIIs, sobre a luz da análise fundamentalista, é fundamental conhecer os índices financeiros desse setor. Um desses índices é o XPFP.

    Com a ajuda do XPFP, e de outros índices do setor imobiliário, é possível fundamentar melhor as decisões de investimentos no mercado de fundos imobiliários.

    O que é o XPFP?

    O XPFP é o Índice XP de Fundos Imobiliários de Papel. Assim, este é um indicador que reflete a performance média dos fundos imobiliários que se enquadram na categoria de FIIs de papel.

    Assim como o IFIX, e o próprio índice generalista da XP, o XPFI, o Índice XPFP demonstra o desempenho médio das cotações dos principais FIIs de papel negociados em bolsa.

    E-book: Investindo em Fundos Imobiliários

    Baixe gratuitamente nosso ebook sobre os Fundos Imobiliários e conheça a forma mais simples e efetiva de se investir em imóveis!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Além disso, é importante ressaltar que o índice é de retorno total, o que significa que, além da variação das cotações dos ativos que compõem a carteira teórica do indicador, os ajustes dos proventos distribuídos pelos fundos também influenciam sobre o valor e resultado do XPFP.

    A composição do XPFP é feita de maneira quantitativa. Ou seja, o critério utilizado para determinar os pesos de cada ativo sobre o índice é o valor de mercado.

    Portanto, quanto mais capitalizado foi o fundo de papel, maior será o seu peso sobre a variação do índice.

    Para entender de forma completa o que é o XPFP, é fundamental, primeiramente, entender do que se trata os fundos de papel.

    Fundos de papel

    Os fundos de papel são um tipo de FIIs que atuam principalmente com recebíveis imobiliários.

    Ou seja, são fundos compostos majoritariamente por ativos de renda fixa voltados para o setor imobiliário.

    Por exemplo, um dos principais ativos que compõem as carteiras dos fundos de papel são os CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), que são interessantes ativos de renda fixa.

    Composição do XPFP

    Por se tratar de um índice de fundos de papel, evidentemente, a composição da carteira teórica do XPFP é feita apenas de FIIs que se enquadram nesse grupo.

    Diferentes de outros índices mais generalistas, como o IFIX e o XPFI, a análise possibilitada pelo XPFP é restrita e direcionada para apenas um nicho específico (os fundos de papel).

    Entre os principais fundos imobiliários que compõem o XPFP em 2020, estão:

    • KNIP11;
    • KNCR11;
    • BCFF11;
    • HFOF11;
    • HGCR11;

    É importante ressaltar que, tantos os ativos como seus respectivos pesos são revistos periodicamente pela gestão da XP, a fim de preservar a qualidade analítica do indicador.

    Histórico do XPFP

    Em meados de 2020, a XP investimentos lançou 3 novos índices de fundos imobiliários:

    Os índices XPFP e XPFT, são específicos de nichos do mercado dos FIIs, sendo o XPFT responsável pela performance dos fundos de tijolo.

    Já o XPFI é um índice generalista, que busca demonstrar o rendimento médio dos fundos imobiliários como um todo.

    Caso comparado aos outros indicadores como o IFIX e o IBOV, o histórico do XPFP e sua série temporal não são suficientes para grandes análises, sobretudo de longo prazo.

    É possível investir no Índice de Fundos de Papel da XP?

    O XPFP é um indicador do mercado financeiro, e não um ativo que pode ser negociado por investidores.

    Por isso, não é possível investir no XPFP, assim como também não é possível investir nos outros índices do mercado financeiro.

    Esse artigo te ajudou a entender mais a fundo sobre o XPFP? Deixe comentários e possíveis dúvidas no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *