Por: Tiago Reis

Walter Schloss, um Superinvestidor de Graham-e-Doddsville

“O tema intelectual comum aos investidores de Graham-e-Doddsville é o seguinte: eles buscam por discrepâncias entre o valor de uma empresa e o preço de uma pequena parcela do negócio no mercado.

– Warren Buffett

Nascido em Nova York, em meio a Primeira Guerra Mundial, dois anos antes da epidemia da gripe espanhola que se espalhou pelo mundo em 1918, Walter Schloss enfrentou grandes dificuldades durante sua vida.

A epidemia matou mais pessoas do que a própria guerra e o cenário de medo e incerteza levou a família Schloss a mudar para Montclair, New Jersey em 1918.

Na época, o lugar era remoto e pouco tempo depois, a família decidiu voltar para Nova York, cidade em que Walter Schloss foi criado.

Ainda pequeno, aos 13 anos, Walter passou pelo que ficou conhecido como a maior crise do capitalismo mundial, a Crise de 1929. A família Schloss sofreu muito durante a crise e acabou perdendo quase tudo que tinham.

Cinco anos depois, quando se formou na escola, Walter não pode ir para a faculdade, pois seu pai havia perdido o emprego durante a crise e o garoto de 18 anos teve de ajudar sua família. Então, Walter conseguiu seu primeiro emprego em uma corretora, recebendo o modesto salário de quinze dólares por semana.

Apesar do salário, aquele emprego foi fundamental para o sucesso de Walter Schloss. Um dos sócios da empresa, o Sr. Armand Erpf, lhe deu um conselho que mudaria sua vida para sempre.

Armand Erpf contou sobre o novo livro que Benjamin Graham e David Dodd haviam escrito, cujo título era Security Analysis. O Sr. Erpf disse, “leia o livro, e quando você compreender tudo que está escrito, você não terá de ler mais nada”.

Após ler o livro, Schloss se apaixonou pelo assunto e foi estudar contabilidade no New York Stock Exchange Institute. Os estudos lhe tornaram apto a fazer o curso Security Analysis, lecionado por ninguém menos do que Benjamin Graham.

Pagando aproximadamente quinze dólares por semestre, Schloss participou das aulas de Graham de 1938 até 1940. Walter reconhece a importância destas aulas em sua vida e afirma que “Ben era simples, direto e brilhante.”.

Com o envolvimento dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, após o ataque japonês em Pearl Harbor, Walter Schloss se alistou para o exército, onde serviu até 1945.

Durante a guerra, Schloss e Graham trocavam cartas, até que, em um dia próximo ao final da guerra, Ben contou a Walter que o analista que trabalhava em seu escritório estava deixando a companhia e perguntou se Schloss não gostaria de trabalhar lá.

Era simplesmente uma oportunidade boa demais para deixar passar, então, Walter passou a trabalhar com Graham em 2 de janeiro de 1946, recebendo cinquenta dólares por semana.

Trabalhando na Graham-Newman Partnership, Walter Schloss teve a oportunidade de aprender muito sobre investimento em valor.

No período em que trabalhou para Graham, Schloss acabou conhecendo Warren Buffett e os dois trabalharam juntos no ano de 1954, onde compartilharam o escritório por cerca de um ano, até que em 1955, Ben Graham se aposentou e mudou para a Califórnia.

No mesmo ano, após captar US$100.000,00 com 19 investidores, Schloss abriu o fundo Walter J. Schloss and Associates. A política do fundo envolvia o compartilhamento dos lucros, deste modo, Schloss cobrava de seus investidores 25% do lucro, entretanto, caso tivesse prejuízo, o fundo não receberia nada.

Com performance admirável, o fundo chegou a gerir US$350 milhões. Schloss bateu o mercado com folga entregando aos seus acionistas 16% ao ano (após a retirada dos 25% do compartilhamento de lucros) no período de 1956 a 2002.

No mesmo período, o S&P 500 entregou retornos de 10% ao ano. Apesar da diferença de 6% não parecer elevada, a mágica dos juros compostos torna o resultado de Schloss muito superior.

No período analisado, um investimento de US$10.000,00 no S&P 500 teria gerado um retorno de aproximadamente US$900.000,00, enquanto o mesmo investimento no fundo de Schloss traria um retorno de aproximadamente US$11 milhões.

Quando questionado sobre a abordagem que permite tais retornos, Schloss resumiu, “nós tentamos comprar ações baratas”.

Edwin Schloss, filho de Walter que trabalhava em seu fundo, certo dia disse ao seu pai, “eu não consigo mais encontrar ações baratas”. Schloss decidiu então, aos 85 anos, encerrar suas posições e fechar o fundo.

Segundo Walter Schloss, “encontrar ações baratas tinha se tornado estressante demais, então era o momento de parar de procurar.”

Walter Schloss faleceu em 19 de fevereiro de 2012, em Manhattan, Nova York, aos 95 anos de idade.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Glaydson 12 de junho de 2019

    Olá Tiago, sou novo no mercado de investimento, estou passando aqui só para agradecer por compartilhar o seu conhecimento!
    Muito obrigado

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

CORONAVÍRUS, PETRÓLEO, ECONOMIA E INVESTIMENTOS. VOCÊ JÁ SABE O QUE FAZER?​