Venture Capital excelente alternativa para expansão de empresas

Se uma pessoa esta a procura de abrir uma empresa e quer atrair investidores para sua nova empreitada, ela terá que saber que existem vários tipos de investidores, cada um com suas particularidades e diferenças e, dessa forma, o papel do empreendedor é procurar o tipo de parceiro certo para o seu negócio, pois dentro do universo de investidores, existem, tradicionalmente, alguns segmentos considerados clássicos, como o investidor anjo, o venture capital, o private equity e o capital semente.

Todas essas modalidades de investidores irão diferir entre si, principalmente no quesito do nível de maturidade que a empresa se situa. No escopo desse artigo trataremos mais a fundo sobre os investidores venture capital bem como suas principais características.

Definição

Venture capital, ou capital empreendedor, é um tipo bem particular de investimento, bastante importante para o desenvolvimento e crescimento acelerado de empresas.

De acordo com o Instituto Inovação, esta é uma modalidade de investimento na qual investidores aplicam recursos em empresas com expectativas de rápido crescimento e elevada rentabilidade.

Essa aplicação de recursos vai além de ser um simples aporte de capital, pois esses tipos de investidores normalmente adquirem participações societárias nas empresas em que investem, bem como compartilham a gestão do grupo em conjunto com o empreendedor.

Estrutura e atuação

Geralmente, investidores dessa natureza são mais comuns dentro de uma estrutura de fundos de investimentos focados nesses tipos de negócios.

Dessa forma, os investidores que fazem parte dessa estrutura são chamados de cotistas, pois eles compram cotas quando o fundo começa a funcionar.

No entanto, investidores individuais que possuam capital excedente também podem fazer investimentos desse tipo, sem a necessidade de uma estrutura de pessoa jurídica.

Segundo a definição da ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital), o venture capital atua como um instrumento fundamental no desenvolvimento do mercado de capitais e economias emergentes, e tem se destacado de forma expressiva no Brasil.

Geralmente, esses investidores estão à procura de empresas com alto potencial de crescimento, objetivando obterem ganhos bastante elevados sobre o capital aplicado nesses negócios.

Vale ressaltar, ainda, que o tempo médio de permanência de um modelo de investimento com essas características é de 2 a 10 anos, ou seja, de médio a longo prazo.

Assim, o investimento normalmente é recuperado após concluído a maior parte do desenvolvimento da companhia, e então ocorre a venda do capital para outros investidores ou é realizado um lançamento de oferta pública de ações (IPO) na bolsa de valores.

Entretanto, existe uma certa confusão na diferenciação dos investimentos venture capital e os private equity.

A fim de encerrar esse questionamento, pode-se assumir que, enquanto o venture capital está focado em pequenos e médios negócios, os private equity está ligado a empresas mais maduras ou, ainda, mais integradas numa fase de reestruturação, consolidação ou expansão de seus negócios.

Conclusão

Fica claro, portanto, a importância desse tipo de investidor para o desenvolvimento das empresas de um país, e um dos pilares para o desenvolvimento de uma nação permeia nas boas relações e incentivos que os governos precisam dar para atrair esses tipos de investidores.

Assim sendo, esses investidores venture capital arriscam seu capital em empresas que possuem um modelo de negócios provavelmente inovador e bastante rentável.

Comentários
Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account