Acesso Rápido

    O que é a taxa de turnover de investimentos de uma empresa?

    O que é a taxa de turnover de investimentos de uma empresa?

    A eficiência é uma das principais características de qualquer empresa de sucesso. Logo, para medir a nível de eficiência de uma empresa em relação aos seus recursos financeiros, é utilizado um índice chamado taxa de turnover de investimentos.

    É por meio do indicador de turnover, por exemplo, que os gestores e analistas fundamentalistas conseguem saber como o dinheiro captado pela empresa está sendo utilizado por ela para gerar mais receita, faturamento e entrada de dinheiro no caixa.

    O que é a taxa de turnover de investimentos

    O índice de turnover de investimentos é a capacidade de uma empresa gerar receitas utilizando o dinheiro investido na mesma. Essa taxa compara as receitas produzidas por uma empresa com suas dívidas e seu patrimônio líquido, mostrando a eficiência do negócio em produzir e vender com um montante específico de financiamento.

    Ou seja, assim como as métricas de giro de caixa e estoque, esse índice mede quantas vezes uma empresa “devolve” o dinheiro investido. Dessa forma, a medida que essa proporção aumenta, aumenta também a capacidade da empresa em gerar dinheiro. Por isso, índices mais elevados de turnover demonstram que a empresa está sendo mais eficiente em transformar seus próprios ativos em mais faturamento.

    Como interpretar a taxa de turnover de investimentos?

    Na maioria dos casos, a taxa de turnover é considerada um bom indicador da situação geral empresa. Financeiramente, uma turnover alta indica que a empresa está sendo eficiente tanto no recebimento das suas contas a pagar quanto na captação de recursos com sócios e terceiros.

    Operacionalmente, o índice mostra que a empresa consegue aplicar muito bem todos esses recursos na capacidade produtiva, com um alto grau de efetividade e com o mínimo de ociosidade e desperdícios. Logo, isso implica em uma necessidade mínima de investimentos e demonstra, sobretudo, a sustentabilidade operacional do negócio.

    Já comercialmente, um bom turnover significa que o negócio está tendo sucesso em transformar seus produtos em vendas e faturamento em um ritmo alinhado com a produção sem precisar formar estoques elevados.

    ,

    Como se calcula o turnover de investimentos de uma empresa?

    O cálculo do turnover de investimentos é dado pela seguinte formula:

    • Turnover = Receita líquida/(Patrimônio líquido + Dívidas)

    Por exemplo, uma empresa tem R$ 2.000.000 em vendas líquidas, R$ 700.000 em patrimônio líquido e R$ 300.000 em dívidas de longo prazo. Com isso, o seu turnover é:

    Turnover = 2.000.000/(700.000/300.000) = 2;

    Logo, a sua taxa de turnover de investimentos dessa empresa é de 2. Ou seja, a cada um real que saem dos patrimônio líquido ou das dívidas da empresa, são gerados 2 reais em receita.

    Limitações da taxa de turnover de investimentos

    Mesmo mostrando a eficiência de um negócio em gerar receitas, a taxa de turnover possui algumas limitações ao ser usada dentro do processo de análise de uma empresa. As principais são:

    Falta de relação com o lucro da empresa. A capacidade de gerar volume de vendas não significa necessariamente que uma empresa está sendo lucrativa. Uma empresa pode ter um excelente índice de turnover mesmo apresentado prejuízos contínuos.

    Turnover passado não significa turnover futuro. Uma empresa pode ter uma excelente taxa histórica de turnover, mas o investimento de mais recursos também não significa que essa taxa continuará a mesma. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando o nicho de mercado original da empresa já está maximizado – o que significa que os retornos adicionais do negócio são decrescentes.

    Dados não comparáveis. O índice de turnover não pode ser usado para comparar empresas diferentes, com portes e setores de atuação distintos. Um tipo de indústria, por exemplo, pode exigir uma base de ativos fixos que demanda uma grande quantidade de investimentos, enquanto outra indústria pode ser mais simples e precisar de menos recursos para produzir a mesma quantidade de vendas. Por isso, como é o caso da maioria das métricas desse tipo, a comparação só pode ser feita com a própria empresa ao longo do tempo, ou com empresas do mesmo setor.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *