Acesso Rápido

    Três ações que pagam dividendos maiores que 6%

    Três ações que pagam dividendos maiores que 6%

    Em tempos  em que a Selic encontra-se em 7%, o que representa o seu menor nível da história, procurar opções de investimentos mais rentáveis se faz necessário, afinal de contas, hoje na renda fixa não há muitas opções que apresentam uma rentabilidade razoável.

    Há pouco mais de um ano atrás, quando a Selic encontrava-se em 14,25%, era relativamente fácil encontrar investimentos em renda fixa que entregavam um retorno líquido (livre de imposto de renda) de mais de 10 ou 11% ao ano.

    Hoje, porém, isso já não existe mais, e para termos uma ideia, um fundo DI que entrega uma performance bruta de 100% do CDI, hoje dará ao investidor uma rentabilidade líquida de imposto de renda de menos de 5,90% ao ano.

    Se considerarmos que teremos uma inflação em torno de 3% para os próximos 12 meses, então a rentabilidade real desse investimento ficará em menos de 3% ao ano, o que convenhamos, é um retorno bastante baixo.

    Dessa forma, sair da comodidade da renda fixa hoje se faz imprescindível, e as ações de boas empresas e que pagam bons dividendos, podem ser ótimas opções.

    Quais as vantagens de se investir em ações que pagam dividendos?

    As vantagens de se investir em ações de boas empresas que pagam bons dividendos são inúmeras.

    A primeira delas é que geralmente essas empresas possuem um balanço sólido, uma boa estrutura de capital e são lucrativas, o que por si só, geram uma maior tranquilidade ao investidor e tornam o investimento mais seguro.

    Além disso, por serem boas pagadoras de dividendos, essas empresas acabam gerando um bom fluxo de renda passiva aos seus acionistas, permitindo o reinvestimento de dividendos, o que por si só, potencializa e muito os retornos no longo prazo.

    O reinvestimento de dividendos é muito importante e possibilita um grande incremento de rentabilidade.

    Para termos uma ideia, podemos ver abaixo o exemplo do Bradesco (BBDC4), que, ao considerar o reinvestimento dos dividendos, apresentou uma rentabilidade cerca de 3 vezes maior do que sem o reinvestimento.

    Na linha vermelha podemos evidenciar a rentabilidade de BBDC4 considerando o reinvestimento dos proventos, e na linha azul foi o desempenho do investimento nos últimos 20 anos sem o reinvestimento.

    Retorno Bradesco

    O investidor que tivesse aplicado R$ 100,00 em ações do Bradesco no início de 1997 teria hoje quase R$ 6.000,00 se tivesse reinvestido os dividendos. Se não tivesse reaplicado os proventos, teria cerca de R$ 2.200,00, um resultado bom, mas expressivamente menor.

    Além das vantagens de se reinvestir os dividendos, podemos avaliar que as empresas que pagam bons dividendos, por serem empresas geralmente saudáveis e bem administradas, essas empresas tendem a crescer no longo prazo, garantindo uma boa valorização em suas ações. Somados esses dois fatores, o investimento em ações, quando feito corretamente, pode gerar frutos muito bons.

    Sempre devemos lembrar também que, ao contrário de uma renda fixa, que pagará sempre os juros com uma taxa pré-fixada ou indexados ao CDI, o que na prática, se a Selic não evoluir, o rendimento não irá crescer, os dividendos tendem a crescer ao longo do tempo, junto com o crescimento das empresas, o que proporciona ganhos cada vez maiores no futuro.

    Assim, apesar dos dividendos hoje não parecerem muito elevados, ao longo do tempo esses dividendos irão crescer, beneficiando e muito o investidor.

    Portanto, para iniciarmos nossa semana de dividendos com o “pé direito”, e pensando em dar boas opções de investimentos aos nossos leitores e para aqueles que não estão mais satisfeitos com os baixos retornos da renda fixa, decidimos listar 3 ações que pagam dividendos atrativos, acima de 6%.

    Comgás – CGAS5

    A Comgás é a maior empresa de distribuição de gás natural canalizado no Brasil, com uma rede de mais de 14 mil quilômetros, que atende mais de 1,7 milhão de consumidores no segmento residencial, em 88 municípios do estado de SÃO pAULO.

    A empresa sempre foi uma forte geradora de caixa e uma empresa que sempre pagou bons dividendos, tendo um yield bastante atrativo para os investidores.

    Este ano a empresa realizou um grande pagamento de dividendos com base em lucros acumulados em anos anteriores (reservas de lucros), o que não esperamos que se repita frequentemente, mas ainda assim, esperamos que a empresa entregue um yield de pelo menos 8% para os próximos 12 meses, um patamar bastante atrativo, e já superior que a Taxa Selic.

    Taesa – TAEE11

    A Taesa é uma empresa que atua no segmento de transmissão de energia, sendo uma das maiores empresas do segmento no Brasil.

    O segmento de transmissão se caracteriza como um segmento bastante previsível, rentável e menos volátil que os segmentos de distribuição e geração.

    A Taesa, por ser uma empresa lucrativa e de forte geração de caixa, ao longo do tempo também entregou muitos dividendos aos seus acionistas e a empresa vem pagando mais de 90% de seus lucros aos seus investidores.

    Apesar de pagar elevadas parcelas de seus lucros, isso não impediu a Taesa de crescer, e a companhia vem buscando participar de novos leilões de transmissão para prosseguir com seu crescimento, mas tudo isso sem deixar de lado os dividendos.

    Para os próximos 12 meses projetamos um dividend yield de cerca de 9% para as ações da Taesa.

    Cia Hering – HGTX3

    A Hering, é uma das empresas líderes em design e vendas de vestuários no Brasil. Conhecida pela moda básica, a empresa se destaca pelo crescimento acelerado na última década através do modelo de franquias e hoje a companhia atua através de cerca de 810 lojas, entre franquias e lojas próprias, além dos mais de 17 mil varejistas que oferecem seus produtos.

    A Hering é uma empresa bastante lucrativa, e forte geradora de caixa, além de ter margens atrativas para o seu segmento e um elevado ROE (>19%), que é o retorno sobre patrimônio líquido.

    A companhia Hering é mais um exemplo de empresa que paga bons dividendos aos seus acionistas, e nos últimos 12 meses entregou um dividend yield de cerca de 6,10%.

    Estimamos que a companhia deverá pagar um valor superior a 6% para os próximos 12 meses aos seus acionistas e avaliamos que, com a recuperação econômica, redução das taxas de juros e recuperação do consumo, a empresa irá naturalmente se beneficiar e entregar resultados maiores no futuro, o que possibilitará melhores dividendos.

    Semana Dos Dividendos

    Quer aprender a encontrar e analisar empresas com o mesmo perfil das que apresentamos nesse artigo?

    Então clique aqui e inscreva-se gratuitamente para participar da nossa “Semana Dos Dividendos” de forma totalmente gratuita.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *