Acesso Rápido

    Trabalho informal: o que é e qual a diferença para o formal?

    Trabalho informal: o que é e qual a diferença para o formal?

    No Brasil, assim como em outros países em desenvolvimento, o trabalho informal é uma realidade bastante presente para boa parte da população.

    Faz parte do processo de educação financeira entender do que se trata o trabalho informal, assim como quais são as condições que o trabalhador dessa categoria está submetido.

    O que é o trabalho informal?

    Basicamente, o trabalho informal é aquele que não envolve nenhum vínculo formal, como o registro na carteira de trabalho, por exemplo.

    Ou seja, trabalhador informal é aquele que desenvolve uma atividade autônoma, sem nenhuma documentação formal sobre a atividade.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Por não terem a carteira assinada, os trabalhadores informais acabam não tendo alguns direitos e seguros que são viáveis para os trabalhadores formais.

    Portanto, o trabalho informal não é regulado e nem amparado pelo poder do estado.

    Por outro lado, muitos buscam esse tipo de atividade, mesmo sem os direitos e proteções garantidos, pela grande autonomia e melhores oportunidades de remuneração.

    Alguns dos principais exemplos de trabalho informal, são:

    • Ambulantes;
    • Camelôs;
    • Motoristas de aplicativo;
    • Pintores.

    Vantagens e desvantagens de trabalhar informalmente

    Quando comparamos ao trabalho formal, é possível destacarmos algumas vantagens e desvantagens do trabalho informal.

    Entre as principais vantagens do trabalho informal, estão:

    • Autonomia: o trabalhador informal não é regulamentado, ou seja, não precisa atender a diversas regras impostas ao formal;
    • Flexibilidade nos horários: novamente, por não ser regulamentado, o trabalhador pode realizar suas atividades com uma maior conveniência em relação ao seu tempo;
    • Pode declarar renda: com a declaração de trabalho informal o trabalhador pode declarar seus rendimentos e garantir alguns direitos.

    Em contrapartida, também é possível destacar algumas desvantagens envolvidas no trabalho não formal, como:

    • Sem carteira assinada: direitos como auxílio-desemprego, auxílio maternidade, entre outros, não são garantidos;
    • Renda flutuante: ao mesmo tempo em que um período o trabalhador pode ter ganhos acima da média, pode passar períodos muito difíceis financeiramente;
    • Aposentadoria: a aposentadoria deverá ser construída com as economias feitas ao longo do período de atividade do trabalhador.
    • Preocupações no planejamento financeiro: por não ter uma expectativa clara de recebimento, os trabalhadores informais podem ter dificuldade ao estabelecer seu planejamento financeiro.

    Por que o trabalho não-formal é tão popular no Brasil?

    Não só no Brasil, mas em vários países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, o trabalho informal é extremamente popular.

    Uma das grandes explicações para a grande procura pelo trabalho não formal é a baixa e precária oferta de trabalhos formais. O Brasil, naturalmente, já tem uma grande taxa de desemprego, e, além disso, muitos dos trabalhos ofertados são de baixíssima remuneração.

    Normalmente os trabalhos de maior remuneração e qualidade são oferecidos para pessoas com alto grau de qualificação e educação, o que não é maioria no Brasil. Dessa forma, como esperança de obter uma renda maior, muitos optam por exercer suas atividades autônomas na informalidade.

    É interessante destacar que existe uma relação direta entre crise econômicas e aumento pela procura por trabalhos informais. Isso ocorre porque as crises econômicas são responsáveis por um grande aumento no desemprego conjuntural.

    Esse artigo te ajudou a entender o que significa o trabalho informal? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *