Por: Tiago Reis

Todo Investidor Deveria Imprimir Este Artigo e Pendurar na Parede (parte 1)

Semana passada eu li um artigo no site MarketWatch e que me inspirou a escrever o que seria a “versão brasileira” dele, utilizando-se de exemplo nacionais.

Nada melhor do que mostrar em imagens aquilo que acreditamos na Suno. Um exemplo traduzido em gráfico ajuda a fixar conceitos importantes.

É sempre importante ter cuidado com o que falam sobre investimentos. Veja se o que falam possui embasamento na prática.

Algumas frases que ouvimos, e que pretendemos refutar com imagens:

“Fundos imobiliários não valorizam”

No gráfico abaixo podemos ver o índice dos FII´s – o IFIX – contra o IBOVESPA desde sua criação em 2011.

Fonte: Economatica – Suno Research

Os fundos mais antigos, na média, superaram com grande folga o Ibovespa e o CDI no período.

“Renda variável no Brasil é perdedora”

É verdade que os últimos anos foram desafiadores para o IBOVESPA. Mas quando comparamos um prazo longo, o IBOVESPA superou o Dow Jones, um dos principais índices da bolsa americana.

No gráfico abaixo, em azul podemos ver o IBOVESPA e em vermelho o Dow Jones. Fizemos o gráfico em base 100 e baseado em dólar nos dois índices.

Fonte: Economatica – Suno Research

Como você pode notar a bolsa brasileira é mais volátil, para cima e para baixo: nossos anos bons são fenomenais e nossos anos ruins são péssimos.

Mas uma coisa não se pode negar: que investe pensando num prazo longo se deu bem apostando no Brasil, que desde a criação do IBOVESPA valorizou-se 11% ao ano, uma das maiores valorizações do planeta no mesmo período.

“Empresa boa só valoriza.”

Isso pode até ser verdade no longo prazo. Mas no curto prazo todas as empresas estão sujeitas a desvalorizações expressivas.

Acredito que seja um consenso que a Ambev seja uma empresa boa, com alta rentabilidade, geração de caixa, baixo endividamento e uma gestão exemplar.

Nada disso impediu dela perder quase 50% de seu valor em um período de seis meses no ano de 2008.

Fonte: Economatica – Suno Research

As cotações foram severamente impactadas pela crise do subprime americano, assim como praticamente todas as empresas listadas.

Se você é um investidor em ações você precisa saber que suas ações em algum momento vão sofrer quedas nas cotações. Isso é normal. Mesmo a Berkshire Hathaway já caiu 50% ou mais em quatro ocasiões distintas. Isso acontece até por crises econômicas.

Esteja preparado.

A boa notícia é que, geralmente, as crises passam e as boas empresas prosperam. No caso da Ambev, passados quase dez anos, suas ações valem hoje cerca de dez vezes mais do que valiam na mínima deste gráfico.

Quem vendeu na mínima perdeu a grande valorização do papel.

Tenha acesso a parte 2 desse artigo

Amanhã dia 12 de junho os assinantes da Suno receberão a 2ª parte desse artigo, clique aqui para assinar o Suno Call e também receber!

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

8 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Maria 4 de junho de 2019

    Estou iniciando e dando meus primeiros passos no mundo dos investimentos, sem nenhuma experiencia. Fiz, ate o presente momento, curso de inteligência financeira e tenho interesse em prosseguir com os estudos, para aquisição de novos conhecimentos. Tenho aplicado apenas em Renda Fixa, a fim de formar minha reserva de emergencia e, posteriormente, iniciar com aplicações em renda variável. Obrigado!

    Responder
  • Janaina 29 de julho de 2019

    Conseguimos ter uma visão de valorização e desvalorização do mercado, atualmente?
    Qual seria, hoje, o melhor investimento a médio prazo?

    Responder
    • Suno Research 30 de julho de 2019

      Não é uma boa prática tentar especular a respeito da valorização ou desvalorização do mercado, não naturalmente, menos ainda em tempo incertos como os em que vivemos.
      O melhor investimento é sempre um que tenha bons rendimentos sem que o risco te tire o sono a noite. Se for precisar dele em breve, renda fixa, caso contrário recomendo alguma ação de uma empresa que pague bons dividendos ou um fundo imobiliário.Abraços.

      Responder
  • Leandro Rodrigues 30 de agosto de 2019

    Primeiramente preciso dizer que aprendo muito com você e o Pit ao seu lado da muito certo, tipo Batman e Robin…rs. bom, tenho ações do ITSA4F e estou muito feliz com elas, porem preciso comprar nosso primeiro imóvel e não quero financiar o mesmo pagando assim juros sobre juros. A pergunta é, em um período de 5 anos guardando por mês um valor de R$1.500,00 seria recomendado eu investir em Selic, LCI, LCA ou em alguma outra que você me recomendaria hoje? lembrando que não tenho um fundo de emergência ainda e que fora esse R$1.500,00 eu pretendo continuar a investir em rendas variáveis pelo menos R$500,00 por mês.
    já zerei nossas despesas variáveis estamos apenas com a fixa e mesmo assim já eliminamos dela o que dava e enxugamos o que sobrou, desse modo passamos a ver a possibilidade de investir a médio e longo prazo e reescrever a nossa historia. Eu acredito que não se trata de como começamos e sim de como queremos terminar…
    Em fim, muito obrigado e ficamos no aguarde.

    Responder
    • André 2 de outubro de 2019

      Leandro, sou um bebê nos investimentos ainda… haha. Comecei em 2016, mas posso te dizer o seguinte: se você sabe que vai precisar do dinheiro, é renda fixa (isto acho que você já colocou), mas importante é ser com o menor risco possível, na minha opinião. Tesouro Selic para garantir seu “rico dinheirinho” já que para perder é preciso um colapso muitíssimo grande do país para você levar um calote. Já as LCI, LCA, CDB etc. possuem um risco de crédito privado, o que significa que a empresa ou banco pode te dar um calote se vier a ficar endividada. Lembre-se sempre que renda variável é o dinheiro que você não tem data para sacar, já que você não sabe quando e como vai valorizar, e aportar sempre é o caminho. E não caia nas armadilhas de “1% ao dia”, estas coisas. É golpe.

      Em tempo: parabéns pela virada na história de vocês!!! Não desistam, investir é sofrimento, é abrir mão de uma parte do presente para usufruir melhor no futuro. Comecei assim e não me arrependo, já se passaram 6 anos sem dívidas, sem empréstimo, sem cheque especial… e 3 anos de renda variável, estudando e aprendendo a cada dia.

      Responder
  • camillo sicherle 21 de outubro de 2019

    Oi Tiago,
    Soube a pouco dessa sua (já não tão nova) iniciativa. Sensacional! Estou usando alguns dos conteúdos para começar a “educar” o Bruno, meu filho hoje com 15 anos, e interessadíssimo nessas coisas… Temos feito muitos trabalhos de planejamento patrimonial onde o assunto “o que fazer com a grana” sempre aparece, e como não é bem a nossa praia, é ótimo ter referências acessíveis e de qualidade como a Suno pra indicar!
    Parabéns e forte abraço,

    Responder
  • Rafael 6 de dezembro de 2019

    Gostaria de ver uma análise sobre a IPO da HAPv3

    Responder
  • Victor Hugo Oliveira Silva 8 de dezembro de 2019

    Oooi e o Victor Hugo que vc me mandou

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

%d blogueiros gostam disto: