Conhecimento

Principais tipos de bancos – Você sabe quais são as suas categorias?

By 11 de janeiro de 2018 No Comments
Existem basicamente 4 tipos de bancos no sistema financeiro brasileiro

Muitas dúvidas são observadas no que diz respeito ao mercado de crédito no Brasil e, dentre elas, o questionamento a respeito dos diferentes tipos de bancos é frequente no universo das finanças.

Essa observação reflete diretamente o baixo nível de educação financeira no Brasil, haja visto que uma população instruída acerca do funcionamento dos principais tipos de bancos existentes no mercado tende a acrescentar bastante valor na cultura financeira do país ao longo do tempo.

O que é um banco?

Antes de definirmos as suas variações, em si, é importante que se esclareça de maneira direto o que é um banco.

Um banco nada mais é do que uma instituição financeira que exerce a função de intermediar capital entre agentes superavitários e agentes deficitários.

Em outras palavras, um banco capta recursos de quem os obtém de maneira abundante (agentes superavitários), pagando uma certa taxa de juros, e busca transferir esse capital para quem, naquele momento, necessita do mesmo por algum motivo (agentes deficitários), normalmente cobrando por isso uma taxa de juros acima daquela a qual o dinheiro foi captado.

Dessas transações que, normalmente, os bancos realizam os seus lucros.

Principais tipos bancos

Dentre essas instituições financeiras existem diversas subcategorias e, assim sendo, comentar sobre cada uma delas se faz uma atitude importante.

Os principais tipos de bancos são:

  • Bancos Comerciais
  • Bancos de Investimentos
  • Bancos de Desenvolvimento
  • Bancos Múltiplos

Definidas as categorias, vamos agora comentar sobre cada um deles e suas características.

Bancos Comerciais

Os bancos comerciais são, de uma maneira geral, praticamente a base do sistema monetário nacional.

Atuando de maneira significativa, essas instituições são intermediários financeiros que recebem recursos de quem os possui em abundância, normalmente através de depósitos à vista, á prazo (CDB) e/ou prestações de serviços, com cobranças de tarifas.

Feito isso, os bancos comerciais distribuem esse capital que levantam na forma de crédito seletivo de curto e médio prazo, geralmente para comércios, industrias, prestadores de serviços e pessoas físicas.

Bancos de Investimentos

São instituições que realizam operações de fusões e aquisições, administrando recursos de terceiros e que fornecem crédito de médio e longo prazo para empresas (pessoa jurídica).

Atuando dessa forma, normalmente os bancos de investimentos administram fundos de investimentos, realizam aberturas de capital de bolsa de valores (IPO), fornecem capital de giro e/ou, ainda, capital fixo (projetos).

A grande diferença entre bancos comerciais e de investimentos é que o primeira procura captar recursos à vista ou a prazo, ao passo que o segundo não pode captar recursos através de depósito à vista, e sim somente à prazo.

Ainda, os bancos comerciais costumam apresentar muitos clientes de pequeno e médio porte, tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Já os bancos de investimentos normalmente possuem poucos e grande clientes de caráter pessoa jurídica.

Bancos de Desenvolvimento

Tendo o principal representante o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), esses tipos de bancos são instituições financeiras públicas, que podem atuar de acordo com a política monetária do país.

Bancos Múltiplos

Essa categoria de bancos surgiu com a proposta de racionalizar a administração das instituições financeiras.

Sendo a classe de maior representatividade no segmento, esses bancos apresentam, normalmente, seis tipos de carteiras:

  • Carteira comercial;
  • Carteira de investimentos;
  • Carteira de desenvolvimento;
  • Carteira de arrendamento mercantil e de crédito (leasing);
  • Carteira de crédito imobiliários;
  • Carteira de financiamento e investimento (financeiras);

Normalmente, esses bancos apresentam, ainda, um CNPJ diferente para cada carteira, e para serem enquadrados nessa categoria eles necessitam, ao menos, de dois tipos de carteira, sendo uma delas comercial ou de investimentos.

Os seus resultados, porém, podem ser publicados em um único balanço.

As maiores e mais representativas instituições financeiras do Brasil fazem parte dessa categoria.

Conclusão

O setor bancário é muito importante para o desenvolvimento de qualquer país e, neste sentido, conhecer ao menos o básico a respeito dos principais tipos de bancos, proposta feita neste artigo, é um comportamento bastante importante para qualquer investidor que queira ver os seus resultados mais significativos no longo prazo.

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.