Taxa de juros efetiva
Por: Tiago Reis

Taxa de juros efetiva: o que é e como calcular

No mercado financeiro, existem diferentes taxas de juros dependendo do tipo de investimento ou de empréstimo realizado. Cada modalidade de juros conta com formas de cálculo e periodicidade características. Dentre todas elas, uma das mais significativas é a taxa de juros efetiva.

O conceito de taxa de juros efetiva pode ser expresso como uma taxa de juros que incide sobre um período equivalente ao da formação e incorporação de juros ao capital. Isso permite a demarcação do real custo de uma operação.

O que é a taxa de juros efetiva?

A taxa de juros efetiva pode ser descrita como uma taxa de juros de referência para vários períodos de capitalização, de maneira que não expressa, de fato, a própria taxa de capitalização.

Ela depende de juros compostos que são retirados da taxa nominal ou declarada. Lembrando que “efetiva” significa real, verdadeira, não apenas simbólica. A taxa efetiva corrigida pela inflação durante o período da operação forma a taxa real.

Guia de Economia para Investidores

Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

O conceito e o cálculo da taxa de juros efetiva diferem daqueles utilizados na taxa de juros nominal. Esta última possui um prazo de referência distinto do que é empregado na capitalização, bem como precisa ser definida em todos os contratos de crédito ou nas aplicações financeiras.

Além disso, a modalidade nominal abarca o período de um ano e se caracteriza como uma remuneração monetária suscetível à inflação.

Portanto, é significante a diferença entre taxa de juros efetiva e nominal.

No entanto, elas podem ser consideradas equivalentes caso ao menos uma das taxas se refira ao período de capitalização que for praticado. Exemplos de taxa efetiva são: 30% ao ano, 15% ao semestre e 8% ao mês.

Assim, tal taxa pode ser usada para calcular os juros compostos. Mas só se o período considerado e a taxa de juros estejam expressos na mesma unidade de tempo.

Vamos verificar como calcular a taxa de juros efetiva, a partir de fórmulas específicas baseadas em juros simples ou compostos.

Como calcular a taxa de juros efetiva?

Neste tipo de taxa, os juros do capital aplicado vencem ao final de cada período de tempo. Existem duas formas pelas quais pode-se liquidar os juros vincendos:

  1. Capitalização com juros simples;
  2. Capitalização com juros compostos.
Planilha Vida Financeira

Para saber como calcular esta taxa, deve-se proceder da seguinte forma:

  • Em primeiro lugar, tenha consciência da taxa de juros declarada em porcentagem: essa taxa é aquela expressa pelos credores como taxa de juros;
  • Tendo em mente a taxa de juros declarada, utilize a seguinte fórmula: r = (1 + i/n)^n – 1, em que r é a taxa de juros efetiva, i, a nominal, e n, a quantidade de períodos compostos no período de um ano. Dessa maneira, a efetiva deve ser sempre maior que a nominal;
  • Caso os juros sejam compostos de forma contínua, a fórmula a ser usada é r = e^i – 1, em que r é a efetiva, i, a nominal, e, por fim, e caracteriza-se pela constante 2,718.

Caso deseje maior comodidade e praticidade na hora de calcular a taxa de juros efetiva, saiba que há calculadoras online disponíveis para delimitar essa taxa com precisão e credibilidade. O programa Microsoft Excel, por sua vez, disponibiliza a função “EFETIVA()”, que define a taxa a partir de informações da taxa de juros nominal e dos períodos compostos fornecidas.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

9 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Cleonice 25 de setembro de 2019

    Exemplo didaticamente perfeito.
    Obrigada.

    Responder
  • Tânia 14 de outubro de 2019

    Excelente explicação.

    Responder
  • Mayane Da SILVA 22 de junho de 2020

    Me explica 3,95%a.m

    Responder
    • Suno Research 25 de junho de 2020

      Boa tarde
      3,95%, significa a taxa que está sendo cobrada sobre determinado ativo ao mês.
      Atenciosamente, equipe suno.

      Responder
  • Mayane Da SILVA 23 de junho de 2020

    Me explique oque é taxa efetiva 59.18%a.a.

    Responder
    • Suno Research 23 de junho de 2020

      Uma taxa de juros efetiva de 59,18% significa que a taxa real, composta pelas taxas nominais no período, correspondem a 59,18%

      Responder
  • Marcelo 27 de junho de 2020

    Uma aplicação de 18.000,00 com uma taxa de 10% ao ano com captalização mensal:Qual sera o valor resgatado no final de um ano.

    Responder
    • Leonardo 12 de julho de 2020

      Taxa de 0,83% a.m, capitalizada por 12 meses, totalizando +- R$ 19.876. Taxa efetiva no período de 10,43%.

      Responder
  • Jociele 13 de julho de 2020

    A taxa real é a mesma coisa que taxa efetiva ?

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

56 artigos
FIIs
accounting (1)

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Aprenda os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!