Acesso Rápido

    Sociedade Anônima: como funciona esse tipo de empresa?

    Sociedade Anônima: como funciona esse tipo de empresa?

    Mesmo antes do interesse em ganhar dinheiro com ações na bolsa, uma sigla já faz parte do vocabulário muitas pessoas: S.A, SA ou S/A, cujo significado por extenso é Sociedade Anônima.

    De fato, várias empresas adotam o formato de Sociedade Anônima, especialmente empreendimentos de grande porte.

    O que é Sociedade Anônima?

    Sociedade Anônima é um modelo de empresa caracterizada por ter o seu capital financeiro dividido por ações. Desta forma, a empresa deve ter sempre dois ou mais acionistas, que são os donos deste negócio. Desse modo, nesse tipo de companhia, tanto os sócios quanto os acionistas possuem responsabilidade limitada a respeito do negócio.

    No entanto, como o capital social de uma SA é dividido em ações de igual valor nominal, de livre negociabilidade, a responsabilidade dos acionistas de uma SA será limitada ao preço de emissão das ações subscritas ou adquiridas.

    Planilha de Controle de Investimentos

    Faça o controle completo das suas ações, FIIs e todos os seus investimentos com a nossa planilha gratuita de Controle de Investimentos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Ou seja, se o negócio não der certo, o sócio estará liberado de qualquer responsabilidade patrimonial além do valor das ações que possuía, limitando o prejuízo, como já foi dito anteriormente.

    Uma vez que esse tipo de empresa é regulada pela Lei 6.404/76, também chamada Lei das Sociedades Anônimas, elas precisam cumprir uma série de requisitos, como será visto adiante.

    A princípio, uma Sociedade Anônima possui um alto investimento inicial, com grandes expectativas de crescimento, de forma que consiga captar recursos com maior facilidade.

    Entretanto, é preciso destacar que toda Sociedade Anônima é uma pessoa jurídica com fins lucrativos. Ou seja, nenhuma entidade do terceiro setor pode ser constituída como SA.

    Estrutura de uma Sociedade Anônima

    Geralmente, as SAs são compostas da seguinte forma:

    • Assembleia Geral;
    • Diretoria;
    • Conselho de Administração;
    • Conselho Fiscal;

    1. Assembleia Geral

    O principal órgão da sociedade anônima, sendo composto pelos acionistas. A assembleia geral é responsável pelas decisões tomadas pela empresa.

    2. Diretoria

    Órgão que administra a empresa e representa seus interesses. Pelo menos dois diretores devem compor a diretoria, sendo acionistas ou não da companhia.

    Dessa forma, quem escolhe os membros da diretoria é o Conselho de Administração (ou a Assembleia Geral, caso a SA não tenha conselho).

    Minicurso: Valuation e Precificação de Ativos

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito de Valuation e aprenda os principais conceitos sobre como avaliar ativos e empresas do jeito certo!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    3. Conselho de Administração

    Aconselha a diretoria, sendo formado por três membros eleitos pela Assembleia Geral. O conselho de administração possui mandato pré-estabelecido.

    4. Conselho Fiscal

    O conselho fiscal é o braço assessor da Assembleia Geral, que cuida da prestação de contas e das demonstrações financeiras da empresa.

    Em suma, o conselho fiscal é composto por de três a cinco membros, todos eleitos pela Assembleia Geral. Esses membros podem ser acionistas da empresa ou não.

    Tipos de Sociedade Anônima

    As Sociedades Anônimas são divididas em dois tipos:

    • SA de Capital Aberto;
    • SA de Capital Fechado;

    Ou seja: as Sociedades Anônimas não ofertarão, necessariamente, suas ações na bolsa, pois existem modelos diferentes desse tipo de empresa.

    1. Sociedades Anônimas de Capital Aberto

    Uma Sociedade Anônima de Capital Aberto disponibiliza valores mobiliários para negociação nas bolsas de valores ou mercado de balcão para captar novos recursos.

    Sendo assim, estas companhias devem ser registradas na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que regulamenta esse tipo de operação.

    2. Sociedades Anônimas de Capital Fechado

    Uma Sociedade Anônima de Capital Fechado, como o próprio nome sugere, são grupos fechados, com acionistas já determinados.

    Dessa forma, as ações de empresas dentro dessa classificação não estão disponíveis para comercialização.

    Exemplos de Sociedade Anônima

    Uma vez que as empresas da bolsa de valores são SAs, para encontrar exemplos de sociedade anônima, basta olhar para o mercado de capitais.

    Dessa forma, no mercado de ações brasileiro, é possível encontrar tanto empresas públicas quanto privadas que estão enquadradas nessa categoria.

    Existem empresas públicas de nível federal negociadas na bolsa, como Petrobrás (PETR4) e Banco do Brasil (BBAS3), assim como empresas da esfera estadual, como a Sabesp (SBSP3), Copasa (CSMG3) e Sanepar (SAPR11).

    Similarmente, o mercado de empresas privadas é gigantesco. No Brasil, destaca-se o setor financeiro, composto por empresas como Itaú, Bradesco e Santander.

    Da mesma forma, outro setor que atrai muitos investidores de longo prazo é o setor elétrico, por conta de sua previsibilidade. Empresas como Engie (EGIE3), Taesa (TAEE11)  e AES Tietê (TIET11).

    Igualmente, é possível ver exemplos de sociedade anônima em diversos outros mercados, como no americano, onde gigantes do setor tecnológico se destacam, tais como Facebook, Google, Amazon, Apple e Microsoft.

    Minicurso: Aprenda a Investir em Dividendos

    Inscreva-se no nosso minicurso online gratuito sobre investimento em dividendos mais acessado do Brasil e junte-se a mais de 10.000 Alunos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Direitos e deveres dentro de uma Sociedade Anônima

    Como toda Sociedade Anônima é composta por ações, que representam uma parcela do capital social da empresa emissora, deve-se ter em mente que quem compra estes papéis adquire uma série de direitos sobre a companhia, tais quais:

    • Participação nos lucros e no acervo em caso de liquidação;
    • Fiscalização da sociedade;
    • Retirada;
    • Preferência na subscrição de novas ações; e
    • Voto nas assembleias.

    Em suma, isso ocorre porque os acionistas são os donos de um percentual da empresa, que investiram parte de suas finanças em ações.

    Dessa forma, eles devem ter alguma contrapartida para que essa aplicação seja vantajosa e atrativa.

    Em virtude de empresas grandes, as SAs devem atender a uma série de regras e do governo.

    Em resumo, essas empresas são as primeiras afetadas por mudanças contábeis e alterações nas regras de compliance, como a implantação das normas internacionais da contabilidade (IFRS) e a obrigatoriedade de entrega de obrigações acessórias.

    Sendo assim, uma Sociedade Anônima é uma boa opção de investimento para quem deseja ter parte de uma empresa para si.

    Ficou com mais alguma dúvida a respeito sobre Sociedade Anônima? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    4 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • […] modo geral, as sociedades anônimas são empresas aonde o seu  capital social é dividido em ações. E, ainda que seja comum que as […]

      Responder
    • Daniel Nunes Moura 8 de agosto de 2020

      Mesmo uma empresa pequena como uma lancheria pode ser no modelo de sociedade anônima?

      Responder
      • Suno Research 10 de agosto de 2020

        Boa tarde
        Sim, desde que cumpra com as obrigações dessa modalidade.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Ana Ibraimo 28 de outubro de 2020

      O que fazer quando administrador não apresenta o relatório de contas?

      Responder