Acesso Rápido

    Sistema bancário: entenda como os bancos funcionam no Brasil

    Sistema bancário: entenda como os bancos funcionam no Brasil

    Junto ao banco central, os bancos comerciais formam o conhecido sistema bancário nacional.

    Por ter uma grande importância econômica e ter uma influência direta na vida dos consumidores, é fundamental entender o que é o sistema bancário e como funciona atualmente no cenário brasileiro.

    O que é o sistema bancário?

    O sistema bancário é o conjunto de bancos comerciais e instituições financeiras que prestam serviços aos consumidores.

    Por isso, é possível afirmar que o sistema de banco é o responsável por toda oferta de crédito de um país.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Além disso, esse sistema determina qual a taxa de juros que será cobrada ao consumidor.

    Evidentemente, quanto mais competitivo for o sistema bancário de um país, mais próxima da taxa básica de juros (Selic) tenderá a ser a taxa de juros repassada ao consumidor.

    Uma parte da composição do spread bancário é justamente as margens dos bancos. Assim, quanto menor a competitividade do setor, maior liberdade os bancos têm para engordar suas margens.

    Como funciona o sistema bancário brasileiro?

    Para quem deseja entender o motivo das taxas de juros cobradas ao consumidor brasileiro serem tão altas, é imprescindível entender como funciona o sistema bancário brasileiro. 

    Primeiramente, é importante compreender que o principal regulador do sistema bancário do Brasil é a principal autoridade monetária do país, o Banco Central.

    O banco central tem entre suas principais atribuições zelar pela estabilidade e bom funcionamento do sistema bancário e financeiro.

    É o banco central que recolhe os compulsórios, realiza operações de redesconto junto aos bancos comerciais, controla o crédito, fiscaliza as instituições financeiras, entre várias outras funções importantíssimas.

    Contudo, os bancos comerciais que prestam serviços diretamente aos consumidores. São eles que ofertam os créditos ao público.

    Quem procura empréstimos e outras formas de crédito junto a bancos comerciais, pode perceber que juros cobrados nacionalmente são elevados.

    Isso pode ser explicado pela alta concentração bancária existente no Brasil. De acordo com os valores de 2019, os maiores bancos do país, são:

    Juntos, os 5 principais bancos do brasil, possuem 81% dos ativos totais do segmento bancário nacional.

    O número vem melhorando, devido as inovações tecnológicas e novos bancos que vêm surgindo. Mas, ainda assim, a situação do sistema bancário nacional ainda é um oligopólio.

    Perspectivas para o sistema de bancos

    Com o avanço da tecnologia no Brasil e no mundo, algumas startups, fintechs e bancos alternativos aos grandes vêm surgindo e conquistando cada vez mais clientes.

    Os bancos digitais, como a Nubank e o Banco Inter, cresceram radicalmente nos últimos anos, ganhando vários clientes graças às suas inovações e rupturas em relação aos serviços prestados pelos bancos tradicionais.

    No início de 2020 o banco Nubank atingiu a marca de 20 milhões de clientes, enquanto o Banco Inter, muito procurado por investidores de renda variável, atingiu a marca de 5 milhões de clientes.

    Obviamente, muita coisa ainda precisa melhorar. Mas, com aparecimento das novas opções no setor bancário, as condições e serviços prestados tendem a caminhar cada vez mais para um caminho agradável para o consumidor.

    Esse artigo te ajudou a entender o que é o sistema bancário? Deixe suas dúvidas comentários

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *