John Templeton
Por: Tiago Reis

Sir John Templeton: 16 Regras dos Investimentos (Parte II)

Conforme prometido no Suno Call de ontem, encerro trazendo hoje o restante dos conselhos do grande investidor John Templeton. Deste modo, completamos a série com suas 16 Regras dos Investimentos.

9ª Regra – Monitore agressivamente seus investimentos

Perceba que Sir Templeton diz “seus investimentos”, e não “o preço das suas ações”. Monitorar seus investimentos significa, portanto, não os perder de vista.

Ou seja, o investidor deve se manter atento às decisões dos executivos da companhia, bem como aos seus resultados. Não se trata de olhar as cotações o dia inteiro, mas de acompanhar o andamento e as mudanças dos negócios.

Sir John ilustrou à época:

“Olhe para as 100 maiores empresas pela lista da revista Fortune. Em apenas sete anos, de 1983 a 1990, trinta saíram da lista. Ou se fundiram com outra gigante, ou ficaram muito pequenas para o top 100, ou foram adquiridas por um player estrangeiro, ou fecharam capital, ou simplesmente fecharam os negócios”.

10ª Regra – Não entre em pânico

Podem existir casos em que o investidor enfrentará crashes como o de 1987, sofrendo com quedas de 15% em um único dia. Talvez até mais.

O investidor não deve entrar em pânico e vender seus ativos. A hora de vender é antes do crash, não depois.

É preciso estar confortável com seu portfólio, conhecendo cada um de seus investimentos. Se você não possuísse estas ações agora, você as compraria depois de um crash? Caso a resposta seja positiva, a única razão para vendê-las agora seria para comprar outras mais atrativas.

Se você não tem ações mais atrativas em seu radar, segure o que possui.

11ª Regra – Aprenda com seus erros

Templeton afirma algo interessante:

“O único jeito de evitar erros é não investir – o que seria o maior de todos os erros”.

Portanto, o investidor deve se perdoar dos erros cometidos. Neste sentido, também não se deve deixar desencorajar, nem tentar recuperar as perdas tomando riscos maiores. Ao invés disso, deve-se tratar cada erro como uma experiência de aprendizado, determinando o que houve de errado e como seria possível evitar este erro no futuro.

12ª Regra – Comece com uma oração

A interpretação desta regra deve ser levada para o seguinte lado: faça algo que lhe proporcione clareza mental nas tomadas de decisão. Deste modo, as chances de cometer erros são reduzidas significativamente.

13ª Regra – Performar acima do mercado não é uma tarefa fácil

Reconhecer esta premissa significa fazer tudo o que for possível para cumprir a regra número um: maximizar o retorno real. Para isso, deve-se evitar o pagamento excessivo de taxas e comissões, além de ter o comprometimento em investir em bons negócios visando o longo prazo.

14ª Regra – Um investidor que tem todas as respostas sequer entende todas as questões

Sir Templeton alerta que o ambiente político-econômico apresenta um constante estado de mudança. Assim, o investidor sábio deve ser capaz de reconhecer que o sucesso é um processo de busca contínua de respostas para novas perguntas.

A confiança excessiva a respeito do conhecimento que se possui, muito provavelmente acarretará falhas.

15ª Regra – Não existe almoço grátis

Este princípio cobre uma lista interminável de advertências.

Um exemplo destas advertências é: nunca invista em sentimentos. Isto é, na companhia que te deu seu primeiro emprego, ou na que construiu seu primeiro carro, ou a que patrocina seu programa de televisão favorito.

Além disso, se o investidor pensa ter encontrado “almoço grátis”, existe uma grande chance de que ele não tenha entendido todas as questões envolvidas.

16ª Regra – Não seja negativo ou tenha medo com frequência

O mercado é cíclico. Eventualmente acontecerão correções, às vezes crashes. No entanto, existem muitas evidências e estudos que indicam que as ações dão retornos positivos interessantes no longo prazo, sendo consideradas um bom tipo de investimento.

Cabe ao investidor lembrar sempre dos pontos chave dos investimentos, sobretudo o que diz respeito a comprar frações de bons negócios a preços descontados.

 

Sir John Templeton encerra suas 16 Regras dos Investimentos dizendo:

“Durante os tempos maravilhosos, as regras básicas da construção de riqueza pelo investimento em ações serão mantidas. Neste século ou no próximo, a abordagem ainda será: “compre na baixa e venda na alta’.”

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!