Nesta semana, dando continuidade à minha série de publicações, que visa demonstrar como é possível para qualquer pessoa atingir a independência financeira, tendo foco e disciplina no longo prazo, hoje abordarei sobre o porquê eu, Willian José, resolvi investir e porque acho que todos deveriam fazer o mesmo.

O hábito de investir mudou a minha vida e pode mudar a vida de muitas outras pessoas também.

Sei que não é fácil se desprender do consumismo desenfreado de hoje e nem mudar os hábitos, mas eu tenho certeza que é muito recompensador no futuro.

Lembre-se: Investir é abrir mão de parte do consumo no presente para poder consumir muito mais no futuro. Esse esforço, eu garanto, vale muito a pena.

Por que investir?

Investir na bolsa de valores não se trata apenas de economizar dinheiro e adquirir alguns papéis através de alguns códigos do homebroker, mas sim fazer parte de grandes projetos, que principalmente para investidores iniciantes como eu era, seria impossível obter participação diretamente ou de outro modo, já que exigiria muitos recursos, o que é fora da realidade para a maior parte das pessoas

Então, a bolsa de valores traz uma enorme oportunidade e a possibilidade de um pequeno investidor adquirir uma participação pequena nesses projetos, ou num fundo imobiliário, o investidor pode adquirir pequenas frações de um grande prédio ou Shopping e isso é sensacional.

Há duas maneiras, em minha visão, que explicam bem o porque devemos investir na bolsa. Na bolsa, temos duas variáveis, a valorização e a formação de patrimônio de um lado, e essa empresa, quando ela obtém lucro, ela distribui dividendos e divide esses valores com os seus acionistas, ou seja, divide conosco.

Nenhum outro investimento proporciona isso. Na renda fixa por exemplo, o fundo de renda fixa irá lhe pagar o que foi pré-acordado e só isso.

Se você tem R$ 1.000,00 por exemplo e aplicou em um fundo de renda fixa que paga 8% ao ano, você terá ao final de um ano, R$ 1.080,00, e esse será o máximo que você pode obter naquele período.

Investindo em ações, no entanto, é diferente, e você ganha de duas formas: Com a valorização e através dos dividendos, reinvestindo-os na compra de mais ações. A combinação desses dois fatores é uma ferramenta muito poderosa para o investidor aumentar seu patrimônio no longo prazo.

Então, em minha opinião, a bolsa de valores é uma fábrica de dinheiro que traz a oportunidade para qualquer pessoa construir um ótimo patrimônio e atingir a liberdade financeira no longo prazo, sem depender do INSS ou de ninguém.

Isso requer aportes consistentes, disciplina, visão de longo prazo e uma boa consultoria para escolher os melhores ativos e investimentos nas empresas certas. Esse foi o caminho que eu trilhei.

Hoje eu tenho a disciplina de realizar aportes consistentes todos os meses e tenho o auxílio da Suno que me ajuda a escolher os melhores ativos e as melhores opções de investimentos, seja em ações, ou em Fundos Imobiliários, o que me permite ter tranquilidade e me focar muito mais no meu trabalho, que é a minha empresa, aumentando meus aportes e minha renda.

Uma sugestão valiosa que deixo para os investidores é essa: Se foque no seu trabalho, seja cada vez melhor na sua função, para ganhar cada vez mais e poder economizar mais, e assim, acelerar a chegada da sua independência financeira.

Se focando no seu trabalho, podendo economizar cada vez mais e escolhendo boas empresas, não tem como dar errado e você com certeza chegará lá.

Se hoje você ainda ganha pouco, não tem problema, comece desde já, o importante é começar. Eu fico pensando que, se tivesse começado a investir logo quando o Seu Luiz me deixou aquela ficha cadastral da corretora, mesmo que eu economizasse pouco todo mês, eu teria atingido os meus objetivos ainda bem antes.

Mesmo que você só possa economizar R$ 200,00 por mês hoje, não tem problema. Apenas comece. Apesar dos R$ 200,00 parecerem pouco, conforme você vai aplicando e recebendo os juros e dividendos, esse valor vai crescendo, e à medida que ele cresce, ele passa a aumentar cada vez mais e você passa também a querer economizar mais ainda.

Junto disso, vá se dedicando ao seu trabalho, à sua empresa ou aos seus estudos, e tentando ganhar mais, para poder também economizar mais, sempre mantendo um padrão de vida menor que o que você poderia ter com sua renda, justamente para ter a possibilidade de manter seu projeto de independência financeira.

Conforme o patrimônio vai crescendo, e o investidor reinveste os dividendos e realizando aportes maiores por conta de seu aumento de renda, o investidor perceberá que acabará atingindo seu objetivo mais rápido do que o inicialmente previsto, e isso é muito animador.

Isso aconteceu comigo. Eu não imaginava que, aos 42 anos, poderia “largar tudo” e viver de renda, se quisesse. Obviamente eu não quero fazer isso, pois eu gosto muito de trabalhar e de vender, mas a tranquilidade que isso me gera, de saber que, caso eu tenha que parar de tabalhar, ou ocorra algo com minha empresa, meu padrão de vida não mudará em nada, é uma sensação impagável

Por fim, a mensagem que eu gostaria de deixar para finalizar é que todo mundo deveria investir o quanto antes. Em um país com um sistema previdenciário à beira do colapso, e que cerca de 70% dos aposentados ganha 1 salário mínimo, se aposentando aos 60 anos, investir torna-se mais do que necessário.

Ninguém se dá conta disso, e nem dão a devida importância, deixam tudo na mão do governo e depois se aposentam sem qualidade nenhuma de vida. Infelizmente isso se repete todos os dias e é percebido em milhões de famílias.

Através do investimento em ações, a disciplina das economias e dos aportes, o reinvestimento de dividendos e a valorização do patrimônio no longo prazo, é possível que o investidor alcance sua independência financeira, talvez, na faixa dos 40 anos e recebendo muito mais do que o INSS proporcionaria.

E lembre-se, você não precisa deixar de viajar, deixar de sair com sua família ou aproveitar coisas da vida para economizar. Tendo o mínimo de organização, o investidor pode reservar pelo menos 10 ou 20% de sua renda, e ainda terá dinheiro para manter alguns hábitos de lazer. Logo, não há desculpa para não investir.

Comece hoje mesmo a trilhar o seu caminho para a independência financeira, mas sempre lembrando, não existem atalhos e nem enriquecimento rápido, isso é armadilha, e você deve fugir delas. O caminho da independência financeira é longo e a jornada não é rápida, mas você, sem dúvidas, pode chegar lá.

Um abraço,

Willian José Wohlers

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]
[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account