Acesso Rápido

    Retorno total: Conheça esta métrica e aprenda a utiliza-lá a seu favor

    Você sabe o que é o retorno total e a importância deste indicador para o investidor?

    O retorno total é um indicador essencial e ainda assim muito ignorado por boa parte dos investidores.

    Ele indica o retorno total de um investimento, incluindo a valorização do ativo e também a distribuição de dividendos.

    Muitas vezes, esta métrica é ignorada pelo investidor, que tenda a focar somente na valorização do ativo.

    No entanto, o dividendo é uma ferramenta extremamente poderosa e que não deve ser ignorada pelo investidor.

    Seja no investimento em fundos imobiliários ou em ações, os dividendos costumam ter um grande efeito.

    Sendo ele, inclusive, responsável por boa parte dos ganhos de um investimento.

    O dividendo ainda, caso reinvestindo, tem seu poder aumentado, e tende assim a gerar muita riqueza para o investidor ao longo do tempo.

    Por que o retorno total é ignorado?


    Embora seja muito importante, muitas vezes o dividendo não é nem considerado pelos investidores.

    Mas por que isto ocorre?

    Isto ocorre pois é possível verificar uma predominância da mentalidade de curto prazo nos investimentos da maioria das pessoas.

    O recebimento de dividendos, para ter um efeito relevante, pressupõe um investimento de longo prazo.

    Como muitos investidores focam no campo da especulação, day-trade ou outras operações do curto prazo, o dividendo acaba não se tornando relevante.

    No entanto, ao longo dos anos e com reinvestimento dos dividendos o retorno total se difere extremamente do retorno apenas da apreciação do ativo.

    O retorno total na prática

    retorno total fundo imobiliário
    HGLG11 – Economatica

    Na imagem acima está a rentabilidade de um investimento em fundos imobiliário.

    Utilizamos, como exemplo, o HGLG11, um fundo imobiliário de investimento em logística.

    Em vermelho está o ganho total do investidor, e em preto apenas a valorização do valor da cota.

    É perceptível a diferença entre o retorno do investimento apenas da valorização da cota do retorno da valorização da cota mais os dividendos.

    Os dividendos, portanto, não podem ser ignorados.

    O retorno total com reinvestimento dos dividendos

    retorno total ambev.jpg
    ABEV3 – Economatica

    Agora vamos ver o impacto do reinvestimento dos dividendos.

    A cervejaria Ambev (ABEV3) é uma das empresas mais conhecidas do investidor individual.

    Sendo, inclusive, a maior empresa brasileira em valor de mercado.

    Analisamos o desempenho que teria obtido o investidor que tivesse adquirido as ações da Ambev no dia 1 de janeiro de 1995.

    Escolhemos esta data, pois 1995 é o primeiro ano completo que o Plano Real esteve em operação.

    Antes do Plano Real as bases de dados são pouco confiáveis por conta das constantes mudanças de moedas.

    Como podemos observar, ao longo de pouco mais de vinte anos, o avanço do patrimônio do investidor que reinvestiu os dividendos (azul) foi significativamente maior.

    Seu patrimônio é mais de duas vezes maior do que aqueles que usufruíram dos dividendos (vermelho).

    Este padrão se repete para outras empresas pagadoras de dividendos.

    Conclusão sobre o retorno total

    retorno total dividendosO retorno total é uma métrica muito importante para o investidor.

    Quando considerado ao longo do tempo, apresenta grande diferença em relação ao retorno apenas da apreciação do ativo.

    Portanto, é importante que o investidor se atente a esta métrica.

    Além disso, uma mentalidade de longo prazo é essencial para o investidor obter resultados com os dividendos.

    Assine a Suno e veja nossas análises, inclusive a carteira recomendada para dividendos de ações e fundos imobiliários!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    3 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Lucas 9 de dezembro de 2019

      Tiago, gostaria de acompanhar o retorno total de algumas empresas. Como faço para ter essa informação? Não tenho o software Economatica…

      Responder
    • Gad Amorim 9 de julho de 2020

      Gostei muito do artigo, mas poderiam complementar dando um exemplo sobre a questão da porcentagem, por exemplo, por que que algumas ações mesmo sendo boas pagadoras de dividendos possuem RT negativo? Não entendo isso.

      Responder