Acesso Rápido

    Resumo da Semana: IPO da Caixa Seguridade, IPCA em 2019, Preço do Petróleo e Braskem.

    O índice Ibovespa encerrou a última semana registrando 115.503 pontos, o que representou, na última sexta-feira (11), uma variação negativa de -0,38%. Na semana, o principal índice das ações negociadas na bolsa de valores brasileira teve uma queda de 1,87%. Em 2020, o índice segue negativo, com baixa discreta desde os primeiros dias do ano. Até o momento, o Ibovespa apresenta uma desvalorização de -0,12%.

    Já o Ifix – o índice de referência dos Fundos de Investimentos Imobiliários – mesmo com a queda que assustou alguns investidores no meio da semana, segue ainda se provando como uma excelente alternativa de entrada no mercado de renda variável para os investidores iniciantes, dada a sua baixa volatilidade histórica. Na última sexta-feira, por exemplo, o índice encerrou o dia aos 3.174 pontos, o que representou uma alta de +0,23% no dia. Na mesma semana e no acumulado de 2020, o índice segue em -2,43% e -0,70%, respectivamente.

    Caixa planeja IPO de seguridade; negócio é avaliado em até R$ 60 bi.

    A Caixa Econômica Federal está preparando a abertura de capital de seu segmento de seguros. A estatal estima um valor entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões para o negócio.

    • O mercado acredita que o IPO da Caixa Seguridade supere ou fique no mesmo patamar do BB Seguridade, do Banco do Brasil;
    • O segmento de seguros do Banco do Brasil realizou seu IPO sete anos atrás, levantando R$ 11,5 bilhões;
    • Esta não é a primeira vez que a Caixa busca realizar o IPO de seu setor de seguros. Três anos atrás, a estatal ensaiou uma oferta no mercado, porém a demanda pelo negócio não foi satisfatória;
    • A operação faz parte da estratégia de desinvestimento da companhia. Em 2019, foram levantados R$ 15 bilhões com as vendas de ativos;
    • Segundo o presidente, Pedro Guimarães, “Em 2020, teremos foco total na abertura de capital da Caixa Seguridade e da unidade de Cartões”.

    IPCA fecha 2019 com alta de 4,31%.

    O índice de preços fechou o ano acima do centro da meta de inflação, de 4,25%. Somente em dezembro, avançou 1,15%.

    • Em 2018, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo fechou em 3,75%;
    • Segundo o IBGE, o aumento dos preços foi influenciado pelo encarecimento das carnes, dos combustíveis e dos jogos de azar, frequentes no final do ano;
    • Sem a alta dos preços da proteína animal, causado principalmente pelo surto de gripe suína na China (que passou a importar mais), o IPCA teria encerrado 2019 em 3,54%, abaixo da meta;
    • Os preços da carne subiram cerca de 8% em novembro e 18% em dezembro, representando um impacto de 0,86% sobre o IPCA;
    • Os planos de saúde também foi um forte fator de pressionamento dos preços, com alta de mais de 8%;

    E-book: Investindo para Aposentadoria

    Construa a sua aposentadoria! Aprenda como gerar renda passiva para garantir o seu futuro investindo nos melhores ativos do mercado.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Preço do petróleo recua mais de 5% na semana com redução das tensões.

    Depois de atingir US$ 70 o barril por conta da tensão entre os Estados Unidos e o Irã, o petróleo recuou por conta de um cenário mais tranquilo.

    • Na primeira sexta-feira do ano (3), depois do ataque aéreo dos EUA, que assassinou o segundo homem mais importante do Irã, o petróleo encerrou em alta de 3,6%, a US$ 68,60 por barril;
    • No entanto, após redução das tensões, o Brent acumulou perdas de cerca de 5,5% na semana e de mais de 1,5% no ano. O WTI, por sua vez, recuou aproximadamente 6,5% no mesmo período, e mais de 3,5% no ano;
    • A queda do preço da commoditie é fruto da redução da percepção do risco sobre uma guerra aberta no Oriente Médio entre Estados Unidos e Irã, que poderia afetar o abastecimento de petróleo.

    Braskem receberá cerca de R$ 3,7 bilhões em seu caixa após acordo judicial.

    A empresa afirmou, nesta sexta-feira (10), que aproximadamente R$ 4 bilhões voltaram para o caixa após um acordo com a Defensoria Pública de Alagoas.

    • Deste valor, a Braskem destinará R$ 1,7 bilhão para o Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação, que indeniza as pessoas que tiveram suas casas atingidas pelo afundamento de solo em Maceió;
    • A estimativa da empresa é que o programa envolva cerca de 17 mil pessoas. No entanto, de acordo com o Serviço Geológico do Brasil, os quatros bairros de Maceió afetados pela atividade de mineração reúnem 40 mil pessoas;
    • As ações da Braskem, em 2020, estão com mais de 15% de valorização. Uma das maiores altas da bolsa desde o início do ano.