Resumo da Semana

Resumo da semana: Desaceleração do IGP-10 e encerramento das divulgações dos resultados do 2T18 das companhias abertas

By 19 de agosto de 2018 No Comments
críticas sobre a globalização

O índice Ibovespa encerrou a semana registrando 76.029 pontos, o que representou uma queda de -1,03% do pregão da última sexta-feira (17). No acumulado da semana, a sua variação foi também negativa, porém em -0,63%, ao passo que, no acumulado do ano de 2018, o índice também oscilou para baixo em -0,49%.

Paralelamente, o Ifix – índice representativo dos Fundos de Investimentos Imobiliários – encerrou o pregão da última sexta-feira com uma baixa de -0,15%, haja visto que fechou o dia registrando 2.149 pontos. Na semana, contudo, sua variação foi positiva em +0,25%. Já em 2018, o índice apresenta uma queda de representativos -3,47%.

Dentre os destaques econômicos da semana, um dos principais se fez através da divulgação feita na quarta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre FGV) de que a inflação medida pelo Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) – desacelerou em agosto, fechando em 0,51%, resultado 0,42 ponto percentual menor que a alta de 0,93% de julho. Com o resultado, o índice acumula alta de 6,61% nos primeiros oito meses do ano, enquanto a taxa acumulada nos últimos doze meses é de 8,78%. Interessante destacar, no âmbito dessa informação, que em agosto do ano passado, o IGP-10 havia fechado com deflação (inflação negativa) de 0,17%.

Outro ponto de relevância no período se fez através do encerramento do período de divulgação dos resultados operacionais das companhias abertas referentes ao segundo trimestre do ano. Segundo o Economatica – sistema de banco de dados para análise de investimentos sobre mercados de capitais das principais economias da América Latina e EUA – 306 empresas de capital aberto brasileiras, divididas em 26 setores, registram lucro de R$ 26,55 bilhões no período, contra R$ 21,75 bilhões no mesmo período de 2017, crescimento de R$ 4,79 bilhões ou 20%.

Segundo a plataforma, o setor mais lucrativo da amostra foi o bancário, que com 20 instituições fechou o segundo trimestre de 2018 com R$ 17,6 bilhões contra R$ 15,2 bilhões no mesmo período de 2017, crescimento de 15,57% ou R$ 2,37 bilhões. De certa maneira, esse resultado já era esperado, dado o histórico de alta lucratividade e rentabilidade que os bancos, de uma maneira geral, apresentam no Brasil ao longo dos anos.

Por fim, a atenção do mercado financeiro agora continua voltada principalmente para a continuação dos debates e das divulgações – que passarão a se tornar cada vez mais constantes e precisas a partir de agora – das pesquisas eleitorais, o que pode trazer ainda mais volatilidade para o mercado de capitais nos próximos dois meses.

Seguiremos, como de costume, bastante atentos em toda a conjuntura operacional das principais empresas listadas na bolsa de valores brasileira e americana, sempre no intuito de encontrar boas oportunidades de investimentos para os investidores que confiam e prestigiam nossas análises e teses de investimentos.

Compartilhe a sua opinião
Suno Research

Suno Research

A Suno Research é uma casa de analise independente focada em ajudar o pequeno e médio investidor individual a ter sucesso com estratégias de longo prazo focadas em valor.