Acesso Rápido

    Reajuste monetário: Aprenda o que é este importante conceito financeiro

    Reajuste monetário: Aprenda o que é este importante conceito financeiro

    Você já ouviu falar em reajuste monetário?

    Reajuste monetário são comuns no mercado financeiro. Muitas vezes eles envolvem juros e correção monetária.

    Reajuste monetário se dá quando um valor é ajustado com base em condições pré-acordadas. O reajuste monetário pode se referir tanto aos juros e rendimentos de aplicações financeiras quanto às revisões de valores de contratos de pagamento.

    Reajuste monetário – Bacen

    reajuste monetário do bacen
    Tipicamente quando se fala em reajuste monetário as pessoas se referem sobretudo à caderneta de poupança.

    A caderneta de poupança é um dos investimentos mais populares do Brasil.

    Ao deixar os recursos investidos na poupança o investidor tem direito a receber um reajuste monetário.

    O reajuste monetário que ocorre na poupança é o valor da taxa referencial.

    A taxa referencial é calculada com base no rendimentos do CDBs e também envolve um redutor definido pelo Banco Central.

    Muitas vezes o valor dessa taxa referencial se torna irrisório, ou até nulo.

    De setembro de 2017 até setembro de 2018, por exemplo, o valor da taxa referencial foi de 0%.

    O rendimento da poupança, porém, não advém somente da taxa referencial.

    Existem também um rendimento adicional, que oscila de acordo com a taxa Selic. Sendo que ele varia caso a Selic esteja acima ou abaixo de 8,5%.

    Caso a Selic esteja acima de 8,5% o rendimento da poupança será: A taxa referencial mais 0,5% ao mês.

    Caso a Selic esteja abaixo de 8,5% o rendimento da poupança será: A taxa referencial mais 70% da taxa Selic.

    Reajuste monetário em outras áreas

    Não é só na caderneta de poupança que o reajuste monetário está presente.

    Este termo também é utilizado para definir os reajuste dos valores de contratos.

    Alguns exemplos de reajustes monetários são:

    • Reajustes de plano de saúde
    • Reajustes do valor de aluguel
    • Reajustes de títulos de dívida

    Reajuste de plano de saúde

    O reajuste no valor cobrado nos planos de saúde são comuns devido à alta inflação médica.

    A inflação médica costuma ser, inclusive, muita acima da inflação oficial do país.

    Isto faz com que os operadores de planos de saúde tenham que repassar um aumento acima da média para o consumidor.

    Reajuste do valor de aluguel

    Também é muito comum que seja pré-estabelecido um reajuste no valor do aluguel.

    Isto ocorre para se ter uma maior agilidade e menos burocracia nos contratos.

    Duas partes podem concordar, por exemplo, em ajustar um contrata a cada 12 meses pelo valor do IGP-M no período.

    Isto impede que seja necessária uma nova negociação a cada 12 meses do contrato.

    O reajuste do valor do aluguel é importante em especial para uma classe de ativo: Os fundos imobiliários.

    Reajuste de títulos de dívida

    Títulos de dívidas também passam comumente por correção monetária de algum índice da economia.

    Como por exemplo, no Tesouro Direto, existem títulos que remuneram o investidor com o valor da inflação acumulada no período mais uma taxa de juros pré-definida.

    Existe também um título que paga uma remuneração de acordo com a variação da taxa Selic no período, o tesouro LFT.

    Portanto, se pode concluir que o reajuste monetário é crucial para o bom funcionamento da economia do país, principalmente por agilizar os processos e permitir uma remuneração aos investidores.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Ruti 12 de outubro de 2019

      Bom dia. Tenho uma dúvida, se por gentileza você poderia me auxiliar.
      Se eu utilizar como correção monetária a “poupança” (TR + 0,5%) e mais juros de mora (0,5% am até a mudança do código civil e 1% após), sendo vedada a utilização de juros remuneratórios. Pode-se dizer que está havendo aplicação de juros remuneratórios pelo fato de que os 0,5% de juros estão fazendo parte da composição do índice de correção monetária utilizada?

      Responder