Por: Tiago Reis

Radar do mercado: WEG (WEGE3) comunica aquisição do controle do grupo PPI-Multitask

Na data de ontem (03), a WEG S.A. comunicou, ao mercado e aos seus acionistas, que assinou um acordo para a aquisição do controle do grupo PPI-Multitask.

O grupo é especializado em Integração de Sistemas de Automação Industrial, Soluções MES (Manufacturing Execution System), IIoT (Industrial Internet of Things) e softwares para a indústria.

Com o fechamento do acordo, a WEG passa a ter 51% do capital social da PPI, com possibilidade, prevista em contrato, de aumentar sua participação nos negócios futuramente.

 

Fundada em 1992 em São Paulo, a PPI-Multitask possui longa experiência na integração de sistemas de automação para controle de máquinas e processos industriais, possuindo um dos mais conceituados softwares de MES desenvolvidos no Brasil.

Suas soluções compreendem a automação da coleta de dados e monitoramento online do chão de fábrica, conexão aos demais sistemas de gestão da empresa e preparam o parque industrial para atender às novas demandas da Indústria 4.0.

E-book - Investindo em Fundos Imobiliários

Além disso, a WEG informou que, associados aos seus tradicionais produtos de automação e motores, os softwares da PPI trarão a possibilidade de integrar o monitoramento do desempenho dos equipamentos, inclusive dos motores elétricos, com o uso do sensor Motorscan, ao sistema de gestão da execução da manufatura em tempo real.

Dessa maneira, garantirá a visualização online da fábrica e permitirá a gestão da produtividade e o aumento do OEE (Overall Equipment Effctiviness).

Adicionalmente, a WEG informou que, em junho deste ano, foi anunciada a criação de uma nova estrutura de negócios digitais para acelerar o desenvolvimento de soluções em softwares, embarcados ou externos, aos produtos tradicionais da companhia, bem como transformar em negócio seu sistema de gerenciamento de processos e de manufatura em tempo real.

Por último, a empresa informou que essa aquisição não ensejará o direito de recesso aos acionistas, por não se enquadrar nos artigos de lei previstos. Sendo que o valor pago na aquisição não representa investimento relevante para a WEG, nem tampouco o preço médio de cada ação se enquadra nos artigos.

Acreditamos que a aquisição permitirá que a WEG dê mais um passo em sua expansão, principalmente na chamada Indústria 4.0, continuando a gerar valor aos seus acionistas no longo prazo.

Cabe destacar que se trata de uma empresa sólida, mas não consideramos um investimento no momento. Isso porque acreditamos que o preço do ativo se encontra em patamares elevados, não garantindo uma margem de segurança adequada para a proteção do investidor.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente