Acesso Rápido

    Radar do mercado: VALE S.A. (VALE3) divulga seus resultados do 3T19

    Radar do mercado: VALE S.A. (VALE3) divulga seus resultados do 3T19

    A Vale comunicou que o volume de produção do minério de ferro caiu 17,4%, enquanto o de pelotas caiu 19,8%, ambos em comparação com o mesmo período de 2018.

    Embora o Sistema Norte tenha apresentado um bom desempenho operacional, não foi o suficiente para compensar a menor produção nos sistemas Sudeste e Sul.

    A companhia informou que almeja produzir cerca de 30 Mt em 2020, a partir de operações suspensas pela tragédia de Brumadinho, com o retorno parcial do Complexo de Vargem Grande, Timbopeba e Fábrica.

    O EBITDA cresceu 6,62%, ficando em R$ 18,3 bilhões. A receita líquida, por sua vez, foi de R$ 40,66 bilhões, representando um crescimento de 7,4%.

    As provisões relacionadas a Brumadinho somaram R$ 873 milhões. O endividamento em Dólares foi reduzido em 45,3% em relação ao 3T18, como é possível observar a seguir:

    A Dívida Líquida/EBITDA Ajustado passou a ser de 0,5x, com 75% desta dívida vencendo após o ano de 2023, o que deixa a Vale numa situação mais confortável de alavancagem.

    Segundo a Vale, a empresa tem investido e implementado novas medidas para aumentar a segurança da gestão de barragens. Os rejeitos das barragens Grupo, Fernandinho e 8B serão completamente removidos até o ano de 2022.

    Mesmo com tal volume de produção e de vendas, a companhia conseguiu entregar um lucro líquido de R$ 6,542 bilhões, representando um aumento diante dos R$ 5,608 bilhões do mesmo período de 2018.

    O preço do minério de ferro (62% Fe) esteve em patamares bastante elevados e isso foi um fator bastante relevante por impulsionar a geração de caixa da Vale. O preço médio do minério no 3T19 foi de US$ 102/dmt. Este valor corresponde a 2% de aumento em relação à média do 2T19.

    Mesmo com o clima de guerra comercial e tensões geopolíticas fortes, a demanda por aço na China continua intensa, especialmente no setor imobiliário, que compensou queda no setor automobilístico e industrial.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *