Radar

Radar do Mercado: Senior Solution (SNSL3) – Excelente resultado comprova assertividade da estratégia

By 10 de novembro de 2017 No Comments

A Senior Solution, companhia líder em desenvolvimento de softwares para o setor financeiro no Brasil, anunciou ontem (09) os resultados consolidados do terceiro trimestre de 2017 e, de acordo com os seus números, a empresa demonstrou que continua renovando todos os recordes nas principais linhas, com destaque para o crescimento de 67,8% na receita líquida, 106,6% no lucro bruto e 158,0% no Ebitda, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Vale lembrar que a Senior Solution operava, antes do seu IPO (sigla para oferta pública inicial de ações, em inglês) realizado em 2013, com margem Ebitda próxima de 15%, e hoje opera no patamar de 18%, mesmo com aumento de 2,5 pontos percentuais do INSS sobre receita bruta em 2015.

Isso demonstra que escala e lucratividade são características fundamentais e bem estruturadas na estratégia operacional da companhia.

Há de se destacar, ainda, que a Senior Solution apresentou, no período, uma Ebitda ajustado também recorde de R$ 6,0 milhões (+161,2% contra 3T16), com margem Ebitda ajustada de 17,9% (+6,4 pontos percentuais contra 3T16).

Os resultados da companhia no período demonstram muito bem a capacidade da sua gestão em gerar valor para o acionista, ao passo que transparecem também, de maneira bem clara, a capacidade de integração operacional que o grupo consegue realizar mediante as aquisições que recorrentemente anuncia.

Dessa forma, com este novo patamar de lucratividade que a companhia apresentou no último trimestre, é possível compreender e interpretar que a Senior Solution buscará avançar com as sinergias remanescentes da aquisição attps e também provenientes de novas aquisições que provavelmente hão de acontecer no médio prazo.

Contudo, é importante destacar que, mesmo como a empresa apresentando números recordes no trimestre, a Senior Solution obteve um lucro líquido que alcançou R$ 2,6 milhões (-2,3% contra 3T16) com margem líquida de 7,6% (-5,5 pontos percentuais contra 3T16).

Entretanto, é importante destacar que tal queda nesta métrica deve-se basicamente ao aumento da linha de Imposto de Renda e Contribuição Social para R$ 1,4 milhão (contra R$ 0,3 milhão no 3T16), uma vez que no 3T16 houve crédito tributário devido ao pagamento de juros sobre capital próprio.

Ainda, no que diz respeito à sua posição financeira, o saldo de caixa bruto da Senior Solution encerrou o trimestre em R$ 20,6 milhões, o que representou uma redução de R$ 0,4 milhão frente ao segundo trimestre, resultado este decorrente, principalmente, do aumento no saldo de contas a receber, especialmente de serviços não faturados, mas efetivamente prestados.

Já a dívida bruta da companhia apresentou uma redução de R$ 2,0 milhões frente ao mesmo período passado, atingindo, com isso, o patamar dos R$ 38,3 milhões e, por consequência, o saldo de dívida líquida reduziu-se para R$ 17,7 milhões (contra R$ 19,3 milhões no 2T17), representando 1,0x o Ebitda ajustado dos últimos 12 meses (contra 1,4x no 2T17).

Diante desse cenário de dívida controlada, podemos concluir que existe potencial para a companhia ampliar a alavancagem visando financiar novas aquisições – processo este que a Senior Solution apresenta um histórico de bastante sucesso em sua jornada –  considerando o atual patamar das taxas de juros.

Gostamos muito dessa companhia e entendemos que ela apresenta um potencial de geração de valor bastante promissor no seu médio/longo prazo, muito por conta de sua grande capacidade de execução de aquisições.

Escrevemos recentemente, inclusive, um relatório completo da empresa, o qual disponibilizamos a nossos assinantes no último dia 20 de outubro, onde tratamos com profundidade os principais aspectos e quais as expectativas futuras desse negócio, além de demonstrarmos, também, um valuation interessante de toda a dinâmica desse empreendimento.

Recomendamos a leitura.

No mais, gostamos do resultado da Senior Solution e acreditamos que sua gestão e operação tem capacidade de ampliar ainda mais esses números nos próximos trimestres.

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.