Acesso Rápido

    Radar do mercado: Localiza (RENT3) divulga apresentação a analistas e agentes do mercado

    Na última sexta-feira (26), a Localiza Rent a Car S.A. (RENT3) divulgou apresentação a analistas e agentes do mercado sobre seus resultados do primeiro trimestre de 2019 (1T19).

    A Localiza é uma grande rede de aluguel de carros na América do Sul, sua plataforma integrada é composta pelas divisões de Aluguel de Carros e Gestão de Frotas, além de seminovos como área de eficiência.

    O Sistema Localiza fechou o 1T19 sendo composto por 591 agências, sendo 524 no Brasil e 67 em outros 5 países da América do Sul. No trimestre, houve abertura de uma nova agência própria. Além disso, a companhia contava com uma frota de 247,6 mil carros, o que representa um aumento de 28,1% em relação à frota do primeiro trimestre de 2018.

    Na divisão de Aluguel de Carros, a frota média alugada da companhia cresceu 26,2% em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a 114.845. Além disso, este indicador vem crescendo desde 2014 a uma Taxa de Crescimento Anual Composta (CAGR) de 22,6%.

    Já no que diz respeito à divisão de Gestão de Frotas, a frota média alugada subiu de 39.738 para 48.733, o que representa um aumento de 22,6%. O CAGR de 2014 a 2018 foi de 10,1%.

    Quanto à parte de seminovos, ao final do trimestre, haviam 108 lojas distribuídas em 70 cidades no Brasil, sendo que uma delas foi inaugurada neste trimestre. A Localiza informou que “ao longo do ano, novas lojas serão abertas para atender a necessidade crescente de renovação da frota”.

    A companhia anunciou um crescimento em sua receita líquida, que passou de R$ 1.822,7 milhões para R$ 2.447,7 milhões, correspondentes a um incremento de 34,3% na comparação anual dos primeiros trimestres de 2018 e 2019. Houve aumento também no seu lucro líquido, de 19,76% em relação ao lucro do mesmo período do ano anterior, de modo que foi alcançado um patamar recorde de R$ 210,8 milhões. Na comparação com o último trimestre (4T18), o crescimento foi de 16,17%.

    As receitas líquidas de aluguéis apresentaram, portanto, aumento de 23,1%, sendo 25,2% na divisão de Aluguel de Carros e 17,0% na divisão de Gestão de Frotas. Ao passo que a receita líquida de seminovos cresceu 43,1% em relação ao 1T18, devido ao crescimento de 44,9% do volume de carros, parcialmente compensado pela queda de 1,2% dos preços médios.

    No que diz respeito ao EBITDA da companhia, houve um crescimento de 35,43% em relação ao 1T18. O CAGR (Taxa de Crescimento Anual Composta) de 2014 a 2018 foi de 13,2%.

    No que tange à dívida líquida, o aumento de capital, concluído em fevereiro, permitiu redução de 29,4% na dívida líquida, chegando a R$ 3.702,5 milhões ao final do trimestre, de maneira que ela se encontra em bons patamares, e em sua grande maioria, no longo prazo.

    No contexto de seus resultados, acreditamos que a Localiza mostra estar seguindo um bom caminho. Porém, mesmo diante deste seu cenário aparentemente favorável, consideramos que seus papéis estão cotados num preço elevado, e por isso ficaremos de fora da Localiza aguardando melhores oportunidades.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *