A PetroRio informou a seus acionistas a celebração de acordo de compra e venda (Share Purchase Agreement) para aquisição da Chevron Brasil Upstream Frade, sociedade limitada detentora da participação de 51,74% da concessão e operação do Campo de Frade, além de participações equivalentes nos ativos operacionais do Campo.

No mesmo comunicado, a companhia destacou que, uma vez concluída, tal aquisição se somará à participação de 18,26% previamente anunciada e a companhia passará a ser operadora do Campo de Frade e a deter 70% de participação do ativo.

 

Como complemento ao comunicado feito acima pela PetroRio, cabe aqui destacar que, com a transação, a produção da companhia no Campo de Frade passará a 15 mil boepd.

Adicionalmente, a aquisição contribuirá para um aumento significativo na produção total da companhia, alcançando aproximadamente 28 mil boepd e reservas de óleo equivalente de 83,6 milhões de barris 2P.

Adicionalmente, a transação inclui a participação e operação de 50% no bloco de águas profundas CE-M715.

No entanto, a PetroRio salientou que a conclusão da compra da entidade Chevron Frade ainda depende de condições precedentes e aprovações internas e externas.

“Com esta transação, a PetroRio passa a ser a maior companhia independente de óleo e gás do país e reafirma mais uma vez a sua estratégia de crescimento por meio das aquisições de ativos em produção, além de representar uma diversificação de seu portfólio de ativos e de fontes geradoras de receita”, ressaltou a empresa em seu comunicado acerca do assunto.

O Scotiabank atuou como advisor financeiro e o Mattos Filho Advogados como assessor jurídico desta transação

Por fim, as condições comerciais da transação ainda estão sujeitas à confidencialidade e oportunamente serão comunicadas por meio dos canais competentes, segundo o informado.

Cabe adicionar, ainda, que atualmente, a produção da PetroRio é majoritariamente proveniente do campo de Polvo (cerca de 10 mil boed).

Já em Frade, o volume é de aproximadamente 4 mil boed, correspondente aos 18,26% de participação detidos no ativo pela Frade Japão, que foi adquirida pela petroleira brasileira em meados do ano passado.

O restante da produção atual da PetroRio (como operadora e/ou concessionária) vem do campo de Manati, onde detém participação de 10% por meio da Brasoil (3,345 mil boed).

No mais, a PetroRio é uma das maiores empresas independentes de produção de óleo e gás natural do Brasil e, neste sentido, busca o aumento de produção por meio da aquisição de novos ativos em produção, reexploração, maior eficiência operacional e redução dos custos de produção e das despesas corporativas.

Espera-se, com isso, que a sua produção se mostre mais robusta no decorrer do tempo, o que pode contribuir para o aumento de sua eficiência operacional e consequente geração de valor a seus acionistas, que se mostra promissora, dada sua atual conjuntura e situação patrimonial que se mostra bastante equilibrada já a alguns anos.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.