Acesso Rápido

    Radar do Mercado: M. Dias Branco (MDIA3) – cenário atual é uma boa oportunidade?

    Radar do Mercado: M. Dias Branco (MDIA3) – cenário atual é uma boa oportunidade?

    A M. Dias Branco comunicou ao mercado ontem (11) que a Polícia Federal realizou, na mesma data, medida de busca e apreensão em sua sede, em cumprimento à ordem judicial proferida pelo Exmo. Sr. Dr. Ministro Edson Fachin, nos autos da Ação Cautelar nº 4.380.

    No mesmo comunicado, a companhia esclareceu que “tem colaborado com as autoridades do país, e que continuará a fazê-lo, sempre sob ampla transparência e boa-fé, comprometendo-se, no mesmo sentido, a informar o mercado na forma da lei”.

     

    Com mais de 60 anos de história e presença em grande parte do país, a M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos, com sede na cidade de Eusébio, no Ceará, é uma das maiores empresas brasileiras do setor alimentício, sendo uma das líderes no mercado de massas e biscoitos do Brasil.

    Em relação ao mercado mundial, a empresa é a sexta maior na categoria de massas e a sétima maior na categoria de biscoitos.

    Um fato positivo que nos agrada em relação a esta companhia se faz no fato de que a M. Dias Branco produz a maior parte das suas matérias-primas utilizadas para a fabricação dos seus produtos.

    Em geral, a companhia produz mais de 90% dos materiais básicos que ela mesma consome.

    Na visão da empresa, não existe paralelo desse nível de verticalização em sua indústria.

    Essa capacidade e maior controle da produção garante à M. Dias Branco um melhor acompanhamento da qualidade do seu produto, bem como a maximização das suas margens operacionais.

    Em relação ao comunicado feito pela companhia, o mesmo se trata da Operação Tira-Teima, desdobramento da Lava-Jato que foi deflagrada nesta terça-feira (10), e que investiga em Fortaleza pagamentos de vantagens indevidas por parte de um grupo empresarial a políticos com o intuito de conseguir benefícios.

    Foram oito mandados cumpridos por cerca de 40 agentes da Polícia Federal. De acordo com a PF, a operação “investiga pagamentos de vantagens indevidas por parte de um grupo empresarial a políticos, para obter benefícios, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas através de contratos fictícios”.

    Os alvos são pessoas que teriam ligação com o presidente do Senado, Eunício Oliveira. O senador nega qualquer envolvimento com a operação que é parte da Ação Cautelar 4.380, autorizada pelo Ministro Edson Fachin.

    Como consequência de tal desdobramento investigativo, as ações MDIA3 da companhia apresentaram uma queda representativa de 4,5% no pregão de ontem, fechando o dia sendo negociada a R$ 47,15.

    Diante de tal conjuntura, nosso sócio fundador, Tiago Reis, desenvolveu o Valuation da companhia, na qual o mesmo avaliou se tal cenário de queda apresenta uma boa oportunidade de investimento no ativo.

    Recomendamos a leitura para aqueles que se interessam no case de M. Dias Branco.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *