Por: Tiago Reis

Radar do mercado: Itaú (ITUB4) apresenta Lucro Líquido Recorrente de R$ 7,156 bilhões no 3T19

  • Lucro 10,9% maior do que o valor registrado no mesmo período do ano passado (R$ 6,454 bilhões).
  • ROE 23,5% — mesma taxa vista no trimestre anterior e 2,2 pontos percentuais acima do registrado um ano antes (21,3%).
  • A margem financeira gerencial, que leva em conta operações com clientes e com o mercado (tesouraria), ficou em R$ 19,071 bilhões — 9,6% acima dos R$ 17,408 bilhões de um ano atrás.
Minicurso: Aprenda a Investir em Dividendos

Inscreva-se no nosso minicurso online gratuito sobre investimento em dividendos mais acessado do Brasil e junte-se a mais de 10.000 Alunos!

O lucro líquido recorrente alcançou R$ 7,2 bilhões no terceiro trimestre de 2019, com crescimento trimestral de 1,7%. O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio ficou estável em 23,5%.

A companhia destacou o aumento do ritmo de crescimento das carteiras de crédito de pessoas físicas e de micro, pequenas e médias empresas, e a retomada do crescimento da carteira de crédito de grandes empresas após quatro trimestres.

Essa evolução do crédito impulsionou o aumento de R$ 742 milhões na margem financeira com clientes. No mesmo período, a receita com prestação de serviços aumentou 2,2%, principalmente relacionada à administração de fundos, investment banking e corretagem.

A receita com prestação de serviços foi 4,1% maior, em função do aumento das receitas com emissão de cartões de crédito, administração de fundos, receitas de investment banking e corretagem.

Esses avanços foram parcialmente compensados pelo aumento de 15,9% do custo do crédito, relacionado à maior originação de crédito.

O crescimento das despesas não decorrentes de juros foi de 2,8%, mesmo com inflação acumulada de 2,9% no período e o impacto do acordo coletivo de trabalho.

Já o retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio ficou estável em 23,5% na comparação com o 2º trimestre, mas foi maior do que o registrado no 3º trimestre do ano passado, de 21,3%.

Margem Financeira com Clientes: O crescimento de 4,4% no trimestre está relacionado com a mudança de mix e com o crescimento das carteiras de crédito de pessoas físicas e de micro, pequenas e médias empresas no Brasil.

Custo do Crédito: O aumento de 11,1% no trimestre se deve ao aumento das despesas de provisão no Banco de Varejo no Brasil e às menores reversões no Banco de Atacado no Brasil. Esse aumento no Varejo está relacionado, principalmente, ao crescimento da carteira de crédito de pessoas físicas no período.

Receitas de Prestação de Serviços e Resultado com Seguros: O crescimento de 1,0% no trimestre ocorreu, principalmente, em função de maiores receitas com administração de fundos, investment banking e corretagem.

Despesas não Decorrentes de Juros: O aumento de 1,0% no trimestre decorreu do impacto do acordo coletivo de trabalho nas despesas de pessoal e de maiores despesas operacionais. Esses aumentos foram minimizados por menores despesas administrativas, principalmente relativas a instalações e publicidade.

O Banco informou que a teleconferência de divulgação de resultados ocorrerá no dia 05 de novembro (terça-feira) às 11:30 (Horário de Brasília) através dos telefones (55-11) 4210-1803 ou (55-11) 3181-8565 ou Clique aqui para acompanhar pela Internet.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Marcos Antonio de Oliveira 5 de novembro de 2019

    Banco Itaú, é muito show. Apostar contra este banco e chover no molhado, queimar dinheiro sem razão nenhuma. Parabéns a todos que trabalham nesta grande empresa, que produzem riquezas para o país e para seus acionistas.

    Responder
  • Carlos André 5 de novembro de 2019

    E então este resultado contemplará melhores e maiores dividendos e/ou JCP ? Sugestão ao Itaú para enfrentar a concorrência junto às fintechs: através de sua holding ITAÚSA investir em empresas de energia, sobretudo naquelas focadas na sustentabilidade, ou seja, o segmento de energia renovável, tais como painéis fotovoltaicos e geradores eólicos, haja vista que os chineses o estão fazendo.

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

FALTAM POUCOS

DIAS PARA A

DIAS
 HOR
 MIN
 SEG

INSCREVA-SE E TENHA ACESSO À OFERTAS IMPERDÍVEIS!

%d blogueiros gostam disto: