Por: Tiago Reis

Radar do Mercado: Itaúsa (ITSA4) – Inicio de processo de incorporação da Itautec é anunciado pela holding

A Itaúsa – Investimentos Itaú – comunicou ontem (25) aos seus acionistas e ao mercado em geral que o seu Conselho de Administração e o da Itautec deliberaram aprovar o início das negociações no sentido de promover a incorporação da totalidade das ações de emissão da Itautec por sua controladora Itaúsa, com o consequente cancelamento do registro da Itautec como companhia aberta categoria “A” perante a Comissão de Valores Mobiliários – CVM.

“Com a presente divulgação, Itaúsa e Itautec reafirmam o compromisso de manter os seus acionistas e o mercado em geral sempre informados acerca das operações envolvendo as companhias”, salientou a Itaúsa em seu comunicado.

 

Em relação ao comunicado acima, cabe acrescentar, ainda, que os Conselhos de Administração autorizaram os administradores de ambas as empresas a negociar os melhores termos e condições da operação, sendo que o Conselho de Administração de Itaúsa autorizou sua diretoria a propor os seguintes elementos para a operação:

– A relação de substituição de ações de emissão da Itautec por ações preferenciais de emissão de Itaúsa a ser objeto de negociação entre as administrações de Itaúsa e Itautec poderá levar em consideração a maior avaliação de Itautec entre aquelas que resultarem da avaliação de seu patrimônio líquido a valor contábil, a preços de mercado e do valor de seu fluxo de caixa descontado; e

– O valor da pretensão judicial de Itautec poderá ser objeto de compromisso de pagamento posterior aos seus atuais acionistas, na proporção de sua participação no capital social, caso o seu recebimento venha a ocorrer nos próximos 3 anos;

“Uma vez concluídas as negociações, as companhias disponibilizarão ao mercado outras informações (…) e os documentos exigidos na regulamentação aplicável”, destacou a Itaúsa.

Notícia positiva para a Itaúsa, em nossa opinião, mas que, em relação ao operacional da holding, em si, pouco impacta em termos de resultados para o longo prazo.

Abaixo, é possível demonstrar o porquê de pensarmos dessa maneira.

De fato, a Itautec representa uma participação de pouquíssima relevância nos resultados operacionais da Itaúsa, tendo apresentado, inclusive, resultados negativos nos anos de 2017 e 2018.

Ainda em relação aos principais indicadores das empresas do portfólio Itaúsa, é possível perceber a relevância do Itaú em sua carteira de investimentos, assim como também é fácil visualizar que a aquisição da Alpargatas foi uma transação muito bem-sucedida, isto por que, em termos de geração de valor para a Itaúsa, a proprietária das marcas Havaianas, Topper e Rainha, além de outras, ainda pode representar, no médio prazo, uma parcela significativa deste montante.

Seguimos avaliando a Itaúsa como uma das melhores alternativas de investimento da bolsa brasileira, em termos de potencial de geração de valor para seus acionistas no longo prazo, embora avaliemos que, nesse momento, seu atual preço não cotação se encontra acima do qual gostaríamos de pagar em uma abordagem de investimento de valor no longo prazo.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

231 artigos
Ações

FIIs

39 artigos
FIIs

Clube Exclusivo Suno

Small Caps

Pequenas em capitlização, gigantes em potencial.

Conheça o Clube Suno Small Caps e receba recomendações das melhores Small Caps para você investir na Bolsa de Valores.