Por: Tiago Reis

Radar do mercado: Itaúsa (ITSA4) divulga seus resultados do 1T19

A Itaúsa – Investimentos Itaú S.A., holding que controla o banco Itaú Unibanco, a Duratex e a Alpargatas, divulgou no último dia 13 seus resultados referentes ao 1T19.

 

Constituída para centralizar as decisões financeiras e estratégicas de um conjunto de empresas, propiciando melhores condições de expansão, a Itaúsa atualmente tem sua estrutura societária configurada da seguinte maneira:

Nesta estrutura, já é possível notar um dos destaques do 1T19: a incorporação de Ações da Itautec. A incorporação foi aprovada em Assembleia Geral, convertendo a Itautec em subsidiária integral da Itaúsa.

No que diz respeito aos investimentos da companhia por setor em 31 de março de 2019, temos os seguintes valores (em milhões):

No que diz respeito ao Itaú, há destaque para o Custo Zero para Antecipação no Cartão de Crédito à Vista, anunciado pela Rede. Tais condições valem a partir de 2 de maio para os clientes que apresentam faturamento de até R$ 30 milhões anuais.

Destaca-se também o aumento na carteira de crédito PF e micro, pequenas e médias empresas, além do crescimento do lucro líquido:

Já quanto à Alpargatas, o período foi marcado por mudanças na Administração, promovidas pelo novo CEO da companhia, Roberto Funari. Foi criada a Diretoria Executiva de Canais Digitais e foram contratados novos executivos para as posições de Diretor de Recursos Humanos e CEO da Osklen.

O EBITDA Recorrente da Alpargatas apresentou aumento de 5,8% em relação ao 1T18, enquanto o lucro líquido apresentou queda de 53,5% na mesma base de comparação.

Na Duratex, os investimentos consolidados somaram aproximadamente R$ 80 milhões no período em questão, dos quais R$ 37 milhões foram investidos em ativos imobilizados e tecnologia, sendo o restante direcionado para a formação de ativo biológico.

O EBITDA Recorrente da Duratex sofreu queda de 1,5%, enquanto seu lucro líquido caiu 22,4%, ambos em relação ao primeiro trimestre do ano anterior.

A NTS apresentou aumento no seu EBITDA, bem como em seu lucro líquido. O primeiro subiu 10,2%, alcançando o patamar de R$ 979 milhões, enquanto o segundo subiu 18,1%, chegando a R$ 538 milhões.

Apesar da alta de 3,6% no lucro líquido da Itaúsa, chegando a R$ 2,486 bilhões, houve uma ligeira queda no ROE (Retorno Sobre o Patrimônio Líquido) anualizado, que saiu de 19,1% no 1T18 para 18,8% no 1T19.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

329 artigos
Ações

FIIs

50 artigos
FIIs

Clube Exclusivo Suno

Small Caps

Pequenas em capitlização, gigantes em potencial.

Conheça o Clube Suno Small Caps e receba recomendações das melhores Small Caps para você investir na Bolsa de Valores.