A Forjas Taurus comunicou ontem (24) a seus acionistas e ao mercado em geral que recebeu, na mesma data, um informe do acionista da empresa Marcos Bodin de Saint’Ange Comnène informando que, “após negociações realizadas, encerrei minha posição acionária”.

“Possuo o direito de preferência a subscrição de bônus a serem emitidos pela companhia na quantidade de aproximadamente 272.000 ações PN”, complementou o acionista.

A Forjas Taurus encerrou o seu comunicado destacando que permanece à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.

 

Como complemento ao comunica acima, vale lembrar que, tanto na última sexta-feira (19) quanto na segunda-feira (22), outros dois importantes acionistas (sendo um deles o controlador da companhia) também anunciaram suas respectivas diminuições societárias na Forjas Taurus através da venda de ações na B3 – Brasil, Bolsa, Balcão.

Em nossa visão, essa é uma atitude compreensível por parte dos acionistas da empresa dado o atual cenário de especulação intensa em que se encontra as ações, tanto preferenciais quanto ordinárias, da companhia nesse momento.

Entendemos ser esse um fluxo especulativo totalmente infundamentado e, por conta disso, continuamos encarecidamente sugerindo a todos que nos seguem e prestigiam nossas análises a se manter de fora dessa negociata, a qual entendermos ser claramente um movimento de “boiada” que a qualquer momento virá a ruir, fazendo com que muitas pessoas se vejam em uma situação de deterioração patrimonial, infelizmente.

Em relação ao acionista em questão, cabe aqui adicionar que o mesmo possuía, até então, 0,02% das ações ordinárias da companhia (algo em torno de 9.289 ONs), e 28,23% das 18.242.898 ações preferenciais da empresa (algo em torno de 5.149.970 PNs).

Obviamente que, para esse acionista, foi um negócio extremamente positivo a venda da totalidade de suas ações nesse momento, muito por conta do seu atual preço de cotação, que se encontra muito acima da média observada nos últimos 5 anos.

No entanto, é impossível saber até que ponto o preço desses papéis continuarão a subir e, por conta disso, enfatizamos aqui nossa recomendação a todos os investidores de não participarem desse fluxo especulativo, muito por conta dos altos riscos envolvidos na operação devido aos fundamentos deteriorados e crescentes os quais a Forjas Taurus apresenta nesse momento.

Seguimos de fora da companhia por tempo indeterminado.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.