Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Petrobras (PETR4) divulga teaser de desinvestimento e pré-pagamento de empréstimo

    A Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) comunicou ao mercado e aos seus acionistas o início da etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de parcela de sua participação na concessão BM-P-2, localizada na Bacia de Pelotas, no estado do Rio Grande do Sul.

    A Petrobras e a Total são parceiras nessa concessão, detendo 50% de participação cada uma, sendo a Petrobras a operadora.

    O desinvestimento será realizado em conjunto pelas empresas, com a venda de 30% a 65% da participação na concessão.

    A concessão BM-P-2 está localizada em águas profundas da bacia de Pelotas, que havia sido adquirida integralmente pela Petrobras em 2004 na 6ª rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

    Em 2013, a Total tornou-se parceira da Petrobras, com a aquisição de 50% da participação na concessão.

    Atualmente, a concessão contempla blocos exploratórios estrategicamente posicionados em relação à 18ª rodada de licitações da ANP, prevista para 2021, quando serão selecionados blocos da Bacia de Pelotas.

    O desinvestimento está alinhado com a otimização do portfólio e a melhor alocação do capital da Petrobras, visando a maximização de valor aos acionistas.

    A petroleira também comunicou ter efetuado o pré-pagamento de um empréstimo com o China Development Bank (CDB), no valor de R$ 5 bilhões, cujo vencimento estava previsto para ocorrer em 2027.

    O pré-pagamento também determina o término da obrigação de fornecimento preferencial, em condições de mercado e pelo mesmo prazo do financiamento, de um volume total de 100 mil barris de óleo equivalente por dia para empresas chinesas.

    Esse pré-pagamento está alinhado à estratégia de melhora do perfil de amortização e do custo da dívida da Petrobras, também levando em conta a meta de desalavancagem prevista em seu Plano Estratégico 2020-2024.

    Disclaimer: o Radar do Mercado não constitui recomendação de compra nem de venda das empresas contempladas, apenas visa abordar as notícias mais recentes das empresas da Bolsa brasileira. A opinião dos analistas da Suno Research é expressa exclusivamente através dos relatórios.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *