Por: Tiago Reis

Radar do Mercado: CVC (CVCB3) conclui revisão de demonstrações financeiras

A CVC fez um comunicado na segunda-feira (03/08) no qual anunciou ter concluído o processo de revisão e reconciliação de suas demonstrações financeiras realizado em decorrência da identificação de distorções em determinadas contas contábeis. Dessa maneira, também divulgou as demonstrações financeiras do exercício social de 2019, apesar de elas ainda não conterem o parecer da auditoria.

As demonstrações financeiras então divulgadas contemplam os ajustes decorrentes das distorções identificadas em um montante de aproximadamente R$ 362 milhões, valor superior aos R$ 350 milhões estimados anteriormente.

E-book: Invista como Warren Buffett

Baixe gratuitamente o nosso ebook e aprenda os conceitos por trás da estratégia de Warren Buffett, o maior investidor de todos os tempos!

A companhia comunicou que o valor de R$ 362 milhões foi dividido da seguinte maneira:

  • R$ 93,8 milhões referentes ao exercício de 2019, causando redução na receita líquida consolidada de R$ 88,56 milhões e aumento da despesa consolidada de variação cambial de R$ 5,26 milhões.
  • R$ 135,1 milhões referentes ao exercício de 2018, causando redução na receita líquida consolidada de R$ 127,48 milhões e aumento da despesa consolidada de variação cambial de R$ 7,86 milhões.
  • R$ 133,44 milhões referentes a exercícios anteriores a 2018, causando redução do patrimônio líquido em 01/01/2018 nesse montante.

De acordo com a CVC, os referidos ajustes não terão impacto sobre a geração e os saldos de caixa reportados nas demonstrações financeiras. Isso porque o capital de giro reportado no período seria diminuído no mesmo montante – e os valores foram devidamente transferidos aos fornecedores.

No que diz respeito ao lucro líquido, a companhia destacou que o impacto “foi reduzido pelo lançamento de crédito referente à recuperação de impostos de renda e contribuição social que foram pagos indevidamente, estimados pela Companhia, em aproximadamente R$ 55.000.000,00”.

Além disso, o comunicado destacou que deficiências nos sistemas, processos e controles relacionados à escrituração contábil da CVC contribuíram para as distorções verificadas.

Por fim, a companhia informou que suas demonstrações financeiras auditadas referentes ao exercício de 2019 serão divulgadas até 31.08.2020.

Para saber mais sobre os resultados de outras empresas, clique aqui e confira a agenda completa de resultados do segundo trimestre de 2020 (2T20).

Telegram Suno
Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

58 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!