Acesso Rápido

    Radar do Mercado: CCR (CCRO3) comunica sobre os impactos do coronavírus

    Radar do Mercado: CCR (CCRO3) comunica sobre os impactos do coronavírus

    Em documento divulgado, a companhia destacou o quanto o coronavírus tem impactado suas atividades.

    O tráfego nas rodovias sob concessão do grupo CCR, que representa 75% do Ebitda de 2019, tem sido ainda limitado. Por um lado, foi observada a redução do tráfego de veículos leves que é, possivelmente, segundo a companhia, um reflexo da utilização do modo de trabalho Home Office.

    Por outro lado, foi ressaltado o aumento no tráfego de veículos pesados, uma vez que não houve medidas ligadas à restrição de mobilidade de carga.

    A divisão de mobilidade, que representa cerca de 15% do Ebitda de 2019, auferiu redução na demanda na ordem de 30% em relação ao movimento usual.

    E-book: Investindo em Dividendos

    Baixe gratuitamente o nosso ebook e descubra como viver de renda investindo em empresas pagadores de dividendos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    A divisão que tem sido mais impactada é a de aeroportos, que representa 10% do Ebitda de 2019. Os aeroportos de San Jose na Costa Rica, de Quito no Equador e de Curaçao tiveram suas operações significantemente reduzidas em virtude das restrições impostas pelas autoridades dos países. Além disso, a BH Airport e as operações aeroportuárias nos Estados Unidos, também estão sendo fortemente afetadas.

    Com isso, a companhia comunicou que está tomando uma série de medidas em resposta ao impacto econômico advindo da evolução do COVID-19. Dentre elas foram destacadas a preservação do caixa, a contenção de despesas e a priorização dos investimentos. A CCR ainda ressaltou que a disciplina de ter sempre adotado os maiores padrões de gestão financeira será de grande valia para enfrentar o atual momento extraordinário.

    No que diz respeito à prevenção do coronavírus, uma série de medidas também foram tomadas. A companhia divulgou as seguintes:

    • Criação de um comitê de crise;
    • Disponibilização de canal de Gestão Integrada de Saúde;
    • Realização de palestras online sobre o coronavírus com médicos da companhia;
    • Isolamento domiciliar por sete dias para todos os colaboradores que apresentem os sintomas da doença;
    • Recomendação para que viagens sejam realizadas apenas em casos de extrema necessidade; e
    • Recomendação de regime de home office para colaboradores cuja função possibilite esta modalidade de trabalho.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Claudio 21 de março de 2020

      Não mãos dos oportunistas, o pedágio das rodovias sai mais caro que o combustível utilizado no trecho.
      E em época de Pandemia, somente os necessitados e os atuantes da saúde viajarão !!!
      Mais que justo liberar as praças de pedágio!!!

      Responder