BR Foods BRFS3

A BRF Veio a público ontem (31), por meio de nota, comunicar que seu Conselho de Administração aprovou o início do processo de sucessão do atual Diretor Presidente Global da Companhia, Sr. Pedro de Andrade Faria.

Esse comunicado, de certa forma, atingiu o mercado de surpresa, e demonstra um grande propósito da gestão da BRF, que tem seu Conselho de Administração presidido por Abílio Diniz, em reverter os atuais resultados negativos que a companhia vem apresentando.

A Tarpon, gestora de recursos com participação relevante na composição acionária da BRF, confirmou a transição, declarando ainda que “se orgulha do movimento de transformação da BRF liderado pelo Pedro, que ajudou a consolidar a companhia como uma líder global do setor de alimentos e, mais recentemente, conduzindo a BRF na superação de um dos ciclos mais desafiadores de sua história.”

BR Foods

Em carta publicada pouco antes do anúncio da saída de Faria, no fim da tarde de ontem, e publicada na íntegra no portal Brazil Journal, de Geraldo Samor, Abílio Diniz agradeceu a parceria e elogiou bastante o amigo e companheiro de trabalho.

“Sob seu comando, a BRF reorganizou sua atuação internacional para alcançar o status que estabelecemos como meta: ser uma empresa global de alimentos e não apenas a maior exportadora de frango do mundo. Em pouco tempo, tivemos um grande sucesso, e fomos capazes de dobrar o valor de mercado da empresa”, ressalta Abilio em uma parte do texto.

A expectativa, agora, é que a companhia – sob a liderança do novo CEO, que ainda não teve seu nome revelado e entende-se que começará seus trabalhos logo no início de 2018 – reverta seu atual quadro negativo. A empresa apresentou um prejuízo líquido no 2T17 foi de R$ 167,3 milhões, ante lucro de R$ 31 milhões em igual período de 2016 e a receita líquida recuou 5,7% na comparação, para R$ 8 bilhões.

Entendemos que a decisão de mudança na liderança segue em linha com as estratégias recentes da companhia, que a pouco mais de quinze dias noticiou a autorização concedida pelo seu Conselho de Administração em alienar pouco mais de 13 milhões de ações de sua emissão mantidas em sua tesouraria no objetivo reforçar o seu caixa e reduzir os níveis de sua alavancagem financeira, além da contratação de um novo Diretor Financeiro e de Relações com Investidores.

Seguiremos monitorando os passos da gestão no âmbito da recuperação de performance da companhia, porém seguimos de fora do negócio por tempo indeterminado.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]
[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account