Por: Tiago Reis

Radar do Mercado: Cosan Limited (CZLT33) – recompra é um sinal positivo para o papel

A Cosan Limited anunciou ontem (21) que iniciou uma “tender-offer” para recompra de até 200 milhões de dólares de ações ordinárias Classe “A” na bolsa de Nova York, nos Estados Unidos, segundo fato relevante divulgado ao mercado.

Conforme destacou a companhia no comunicado, a recompra será por um preço entre US$ 9,23 e US$ 9,65 por ação.

Caso a recompra de ações seja completamente subscrita, a empresa recomprará, dependendo do preço de aquisição, entre 12,3 e 12,8 por cento das ações ordinárias Classe “A” emitidas e em circulação, tendo por base o dia 20 de novembro de 2017.

“A Cosan Limited é uma emissora estrangeira e a recompra de ações é dirigida exclusivamente aos acionistas de Ações Ordinárias Classe “A” que detenham tal valor mobiliário na NYSE, e a operação não é destinada a detentores de BDRs nem está sendo realizada qualquer oferta pública de aquisição no Brasil”, destacou a companhia ao final do informe.

 

Apesar de a transação de recompra de ações acima mencionada não se referir ao mercado brasileiro, o referido anúncio pode ser interpretado como positivo, pois pode estar demonstrando que a companhia entende que se encontra subvalorizada neste momento no mercado norte-americano.

Cabe destacar, ainda, que a Cosan Limited (CZZ) é a holding responsável pela gestão do portfólio de ativos da Cosan, através do controle e da governança das empresas operacionais e da alocação de capital entre os vários negócios e, no terceiro trimestre deste ano, se encontrava com uma situação de dívida bruta consolidada de R$ 2,3 bilhões, reflexo da emissão de USD 500 milhões referente ao Bond 2024, cujo propósito foi participar no Aumento de Capital de sua subsidiária Cosan Logística S/A, dentre outros.

Ainda, as disponibilidades de caixa e equivalentes de caixa somaram R$ 1,9 bilhões ao final do 3T17, frente a R$ 336 milhões do 2T17, aumento devido ao descasamento entre a entrada do caixa da captação do Bond de 2024 e o investimento no segmento de logística.

Dessa forma, a Cosan Limited Corporativo encerrou o período com R$ 379 milhões de endividamento líquido, 11% superior à dívida líquida da companhia ao final do 2T17.

Vale ressaltar que a companhia, no período, reverteu um prejuízo de R$ 45 milhões terminando o terceiro trimestre com um lucro líquido de R$ 248,1 milhões, o que representou um aumento de 57,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por conta dessa instabilidade nos números da companhia e da aparente “nebulosidade” nos seus recentes resultados operacionais, preferimos seguir de fora do negócio.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

56 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!