A Alupar Investimento comunicou na última sexta-feira (21) ao mercado que foram concluídas as captações de recursos de longo prazo de suas controladas, Empresa Transmissora Agreste Potiguar S.A. (ETAP) e Empresa Transmissora Capixaba S.A. (ETC), através de emissões de debêntures simples.

“Com essa emissão, a Alupar reforça sua estratégia de buscar fontes competitivas de financiamento, além de reafirmar sua diligência financeira, visando sempre os melhores retornos para os projetos”, ressaltou a companhia em seu comunicado.

 

Vale destacar, no que diz respeito ao comunicado acima destacado e feito pela Alupar, que as características das emissões se fizeram conforme abaixo descrita por parte de suas controladas:

Empresa Transmissora Agreste Potiguar S.A. (ETAP)

– Emissão: 2ª Emissão

– Data da Emissão: 15/09/2018

– Volume da Oferta: R$ 156.000.000,00 (1ª série: R$ 41.300.000,00 / 2ª série: R$ 114.700.000,00)

– Taxa: 1ª série: 112% do CDI / 2ª série: NTNB26 + 0,30% (IPCA + 6,1675%)

– Vencimento: 1ª série: 15/09/2023 – 2ª série: 15/09/2025

– Remuneração: 1ª série: semestralmente a partir de 15/03/2019 até a data do vencimento; 2ª série: semestralmente a partir de 15/03/2019 até a data do vencimento

– Amortização: 1ª série: parcela única – 100% na data do vencimento / 2ª série: 1ª parcela – 50% em 15/09/2024 | 2ª parcela – 50% na data do vencimento

 

Empresa Transmissora Capixaba S.A. (ETC)

– Emissão: 2ª Emissão

– Data da Emissão: 15/09/2018

– Volume da Oferta: R$ R$ 116.000.000,00 (1ª série: R$ 30.700.000,00 / 2ª série: R$ 85.300.000,00)

– Taxa: 1ª série: 113,5% do CDI / 2ª série: NTNB26 + 0,30% (IPCA + 6,1675%)

– Vencimento: 1ª série: 15/09/2023 – 2ª série: 15/09/2025

– Remuneração: 1ª série: semestralmente a partir de 15/03/2019 até a data do vencimento – 2ª série: semestralmente a partir de 15/03/2019 até a data do vencimento

– Amortização: 1ª série: parcela única – 100% na data do vencimento / 2ª série: 1ª parcela – 50% em 15/09/2024 | 2ª parcela – 50% na data do vencimento

 

Adicionalmente, é interessante acrescentar que as transmissoras ETAP e ETC são responsáveis pelo desenvolvimento, construção e operação dos lotes I e T da 1ª Etapa do Leilão de Transmissão nº 013/2015 realizado em abril de 2016.

Obviamente que os recursos provenientes das emissões acima relatadas pela companhia por parte de suas controladas deverão contribuir para o desenvolvimento dos projetos acima relatados e, com isso, nossa avaliação é positiva em relação a tais emissões.

No mais, é interessante lembrar que a Alupar Investimento é uma holding de controle nacional privado que atua nos segmentos de transmissão e geração de energia elétrica, e que tem como objetivo a construção e operação de projetos de infraestrutura relacionados ao setor de energia no Brasil e em países selecionados da América Latina, que apresentam estabilidade econômica, institucional e regulatória.

Assim sendo, seguimos com nosso posicionamento em relação à Alupar, muito por conta de entendermos que a mesma possui grande competência técnica, forte disciplina financeira e responsabilidade social para continuar com o seu crescimento sustentável através do desenvolvimento de projetos de geração e sistemas de transmissão.

Esperamos que, após os projetos da empresa se tornarem operacionais nos próximos anos, e a empresa, naturalmente, se desalavancar, possibilitando um grande fluxo de caixa livre, ela passe a entregar ótimos dividendos aos seus acionistas, e, obviamente, até lá, as ações também devem apresentar boas valorizações, refletindo o crescimento da empresa.

No mais, por se tratar de uma empresa que possui uma gestão que tem se mostrado muito competente ao longo de sua história, além de estar inserida, majoritariamente, num setor de que gostamos muito, apresentar números saudáveis e apresentar um grande potencial de crescimento nos próximos anos, avaliamos que Alupar é uma ótima opção de investimento em ações para aqueles investidores que desejam ter acesso a um bom potencial de retorno, com baixo risco.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.