Por: Tiago Reis

Radar do mercado: Alpargatas (ALPA4) apresenta resultados do 3T19

  • A empresa registrou lucro líquido de R$ 58,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, representando queda de 51,2% em relação ao ano anterior.
  • A receita líquida da Alpargatas atingiu R$ 1,037 bilhão, alta de 11,4%.
  • No trimestre, a companhia teve um Ebitda recorrente de R$ 155,5 milhões, alta de 36,3%, com margem de 15% (alta de 2,7 pontos porcentuais).
  • No Brasil, as vendas de Havaianas e Osklen no conceito direct to consumer (DTC: mesmas lojas + e-commerce) apresentaram alta de 10% e 13%, respectivamente.
E-book: Comece a Investir na Bolsa

Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

A queda de 51,2% em relação ao ano anterior deve-se ao fato de que, no 3T18, a Alpargatas registrou evento não recorrente, referente ao êxito em ação judicial de exclusão do ICMS da base de cálculo da COFINS, de R$ 189,2 milhões.

Nesse sentido, a empresa conseguiu reverter o resultado negativo recorrente de R$ 4,7 milhões registrado no 3T18 para o lucro líquido recorrente atribuído ao controlador de R$ 67,6 milhões.

Roberto Funari, presidente da Alpargatas, ainda comentou que a companhia obteve um ganho de preços, no terceiro trimestre, em diferentes canais de vendas, o que contribuiu para a companhia registrar, no período, uma elevação de 10,9% na receita líquida de vendas no Brasil, em relação ao terceiro trimestre de 2018, chegando a R$ 741,6 milhões, com aumento de 4,2% no volume vendido.

“Houve crescimento em todos os canais de vendas e fortalecimento da rede de distribuidores em mercados-chave, principalmente no Nordeste. Com isso, conseguimos eliminar perdas de vendas. Houve melhorias operacionais em todas as marcas, o que tem melhorado a nossa produtividade nas lojas”, afirmou Funari.

Na teleconferência, a Alpargatas informou que a operação na Índia ainda está em estágio inicial. A empresa opera, naquele país, oito lojas próprias com a marca Havaianas, além de manter um site de comércio eletrônico em parceria com a Periwinkle Fashions Private Limited.

A previsão da empresa é abrir mais três lojas até o fim do ano.

Além do comércio eletrônico, a Alpargatas passou a contar com cerca de 50 novas lojas com a marca Havaianas na Ásia neste ano. No mercado externo, as vendas da Alpargatas cresceram 10,4% no terceiro trimestre, para R$ 162,1 milhões. Em volume, houve crescimento de 16,3% nas vendas de Havaianas, para 5,6 milhões de pares.

O desempenho internacional é sustentado, principalmente, pelo crescimento de vendas na América Latina e na região Ásia e Pacífico.

Na América Latina, as vendas cresceram 87,2% em receita líquida, em dólar, resultado impulsionado pela retomada das vendas na Argentina.

Na região da Ásia e Pacífico, houve crescimento de 24% nas vendas, com expansão de vendas na Austrália, nas Filipinas e na China.

[optin-monster-shortcode id=”s2ij71voa5oe4riqxhdx”]

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Vitor Hugo Pereira 12 de novembro de 2019

    É mais uma pergunta do que comentario, é bom comprar a 3T19?

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

206 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

GARANTA ACESSO AOS DESCONTOS EXCLUSIVOS DA CYBERWEEK

não perca tempo! As ofertas terminam em:

DIAS
 HOR
 MIN
 SEG

CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA ACESSAR AS OFERTAS:

%d blogueiros gostam disto: