quanto dinheiro

Com quanto dinheiro você deve começar a investir?

Muitos de nossos leitores frequentemente fazem perguntas nesse sentido.

A resposta para esta questão, na teoria, poderia ser muito simples.

“Você pode começar a investir com menos de R$5,00. ”

Para melhor compreensão, vamos usar um exemplo didático:

No momento em que escrevo este artigo, as ações preferenciais da Oi (OIBR4) estão sendo negociadas a R$3,75 no mercado.

Isso quer dizer que com os R$5,00 que mencionamos acima poderíamos comprar uma ação desta empresa e ainda teríamos R$1,25 de troco para um café.

Brincadeiras à parte, na teoria funciona assim mesmo. Porém, na prática existem algumas variáveis que podem influenciar esses números.

O que se deve sempre levar em conta quando se fala em investimento em ações são os custos operacionais, muitas vezes cobrados pela corretora com a qual o investidor trabalha.

No exemplo acima, isso seria válido para uma corretora que não cobrasse taxa de corretagem, que é a taxa que se cobra quando se faz uma operação de compra e/ou venda de ações, e nem de custódia, que é a taxa de “manutençãoo” da conta do cliente cobrada por muitas corretoras.

Por isso, além de levarmos em conta o valor de uma ação em que temos interesse de compra, devemos ficar atentos a esses valores que muitas vezes não são considerados por muitos investidores.

A consciência prévia desses valores cobrados pelas corretoras é de fundamental importância para o investidor, principalmente antes de se fazer abertura de conta na instituição de interesse.

Se você quiser saber mais sobre as principais corretoras e as taxas que são cobradas pelas mesmas, leia o artigo que escrevemos sobre isso a pouco tempo, você pode conferi-lo aqui.

Qual o valor ideal para começar a investir?

A conclusão que chegamos é que o ideal é que se comece com um valor compreendido entre R$2.000,00 e R$5.000,00, pois dessa forma, os custos muitas vezes “esquecidos” de corretagem e custódia podem ser diluídos no valor investido, fazendo com que o impacto seja menos expressivo, em termos de percentagem.

O ideal é que os custos de corretagem não consumam mais do que 2% do valor de uma transação. Por exemplo, se sua corretora cobra R$15,00 por corretagem, o ideal é que você compre R$3.000,00 inicialmente. Desta forma, o custo de corretagem será diluído.

Desta forma, podemos perceber que é falso o mito de que investir é coisa para empresários de sucesso ou para quem tem muito dinheiro sobrando, pois os valores que sugerimos, apesar de não serem insignificantes, podem com toda certeza serem acumulados por um indivíduo que tenha disciplina e capacidade de poupar.

O hábito de compras recorrentes.

Agora, mais importante do que o valor inicial para começar a investir é a estratégia a ser utilizada pelo investidor, sua paciência e sua disciplina.

Além de sugerirmos os valores acima citados, enfatizamos a importância dos aportes mensais na carteira do investidor e o reinvestimento dos dividendos pagos pelas empresas.

Este é o ensinamento propagado no livro “Faça Fortuna com Ações” , do autor Décio Bazin, e que o senhor Luiz Barsi nos passa em um de seus vídeos. Você pode conferir aqui.

Vale destacar que em relação aos aportes mensais, gostamos de recomendar um valor que seja compreendido entre 10% e 20% do rendimento mensal do investidor, seja ele um trabalhador autônomo, assalariado, empreendedor ou atuante em qualquer outra categoria.

O importante é separar esse valor todos os meses.

Se o momento não for ideal para o aporte de nenhum papel de interesse naquele momento, recomendamos a aplicação deste valor em renda fixa com resgate imediato para que, quando a oportunidade surja, o investidor esteja preparado.

Pensando nisso, para quem investe pensando no longo prazo a fim de formar uma carteira que possibilite um retorno favorável de dividendos e que se auto sustente através do tempo, sugerimos sempre ao investidor esperar o momento certo para adquirir determinado papel, o momento em que a ação está em “promoção” e seu preço naquele momento esteja abaixo do que realmente vale.

Já para aqueles com mais paciência e uma tática bem definida e consolidada, este é o momento ideal para o aporte. Por isso a paciência é de fundamental importância para o investidor.

Para exemplificar esta situação, apresentamos o caso da empresa AES TIETÊ (TIET11/ TIET3/ TIET4), que diga-se de passagem, enviamos gratuitamente o seu relatório dias atrás para os leitores que nos solicitaram através de nossa página no Facebook ou por e-mail.

Você pode conferir o relatório facilmente cadastrando seu e-mail neste link aqui

Como pode-se constatar no relatório, o atual momento da companhia não se faz satisfatório para a compra de seus papéis, devido a um Dividend Yield não tão atrativo como em outros tempos, além de outros fatores fundamentalistas que influenciam diretamente nos resultados da empresa.

tabela de yeild

Podemos observar que no mesmo setor de atuação da companhia, existem outros papéis que também valem a pena a análise.

Em contrapartida, a empresa possui um planejamento arrojado e uma expectativa de crescimento um tanto quanto ousada pela frente.

Portanto, como costuma dizer o senhor Luiz Barsi em uma metáfora bastante explicativa, nada melhor para o investidor do que se portar como um jacaré com a boca aberta, que espera até o momento certo, quando o pássaro pousa em sua mandíbula para beliscar seus dentes. É nesse momento que o jacaré atinge seu objetivo e, sem pestanejar, fecha a boca com a ave dentro.

É assim que o investidor deve se portar perante suas alternativas de investimentos.

Afinal, são nos momentos de crises que as oportunidades são postas à mesa. Cabe a cada um individualmente analisar e constatar as melhores alternativas. Nossos relatórios auxiliam na sua tomada de decisão nesses momentos.

Portanto, além de se preocupar com o valor a se começar a investir, o valor dos aportes mensais e do reinvestimento dos dividendos, o investidor deve também se atentar para os momentos de oportunidades no mercado, onde a maioria se desespera e vende suas posições muitas vezes a preços muito abaixo do real valor daquela ação.

É assim que o senhor Luiz Barsi faz, é assim que nós recomendamos que você faça e é assim os investidores mais competentes se destacam no mercado.


Clique aqui para conhecern ossos relatórios e saber mais sobre como podemos te ajudar a ter melhores resultados investindo!

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account