Put é um instrumento bem requisitado no mercado de opções
Por: Tiago Reis

Put: Entenda a opção que protege possíveis desvalorizações de mercado

As opções são instrumentos financeiros que servem para conferir aos seus donos um direito de um bem a um determinado preço, ao mesmo tempo em que lhe é imposto uma obrigação para quem lhe vendeu esse direito e, dentro desse universo, uma put pode ser considerada um tipo específico de opção, como trataremos mais em detalhes a seguir.

Uma put, ou opção de venda, confere ao seu titular o direito de vender a um determinado preço, um ativo específico que foi discriminado no ato do contrato.

Esse contrato possui um tempo pré-determinado para o seu vencimento.

O titular é aquele investidor que comprou a put no mercado, adquirindo um direito de vender um ativo do qual está negociando.

Atente-se que esse direito não sai de graça, e o titular desse contrato precisará pagar ao lançador da opção, um prêmio para poder ter esse direito.

Put – opção de venda

O lançador de uma opção de venda é o investidor que por intermédio de uma corretora, vendeu uma opção no mercado, com a intenção de receber prêmios, assumindo assim, a obrigação de comprar o ativo previsto no contrato após ser comunicado a opção foi exercida no mercado.

O detalhe das opções é que o titular não é obrigado a exercer o seu direito de vender o ativo que está negociando durante o período de validade do contrato.

No entanto, caso esse titular prefira não exercer a sua posição, o lançador é obrigado a comprá-lo pelo preço de exercício.

Por que negociar opções de venda?

As compras de opções de venda podem ser muito úteis para aqueles investidores que querem diminuir seu risco e exposição a um determinado ativo.

Esses riscos podem ser provenientes de diversos motivos como, por exemplo, a falta de diversificação da carteira.

Vamos ver os motivos da existência desses contratos a seguir:

1 – Proteção contra desvalorizações

As opções de venda fornecem um hedge, ou proteção, para aqueles que desejam manter o valor de um determinado ativo no mercado, se protegendo de eventuais quedas de mercado que podem impactar de alguma forma os seus negócios.

Com a possibilidade de poder exercer a opção através de um preço que esteja acima do negociado pelo mercado, o titular agora se encontra protegido ou parcialmente protegido de possíveis revezes em seus negócios, seja ele em ações de empresas ou em commodities negociadas no mercado.

2 – Apostar na baixa

Quanto mais uma ação cair, mais vale vendê-la por um preço mais elevado.

Por exemplo, digamos que um investidor tenha o direito de vender uma ação por R$ 150,00, dessa forma ganhará mais se puder comprar essa mesma ação por R$ 85,00 ou por R$ 70,00?

Então se o investidor acreditar que o preço de uma ação vai cair, a melhor estratégia é a lançar mão de uma put para apostar nessa movimentação de mercado negativa.

Conclusão

Uma put pode ser um inteligente instrumento financeiro para aqueles investidores que sabem lidar com essa ferramenta. É importante entender que investidores iniciantes devem estudar bastante a dinâmica desses contratos antes de decidir entrar no mercado de opções, do qual costuma ser bastante dinâmico e volátil.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

7 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Luis César 20 de março de 2020

    Sou novato no mercado de opções, e gostaria de entender melhor como fazer a conta para avaliar o real potencial de proteção de uma PUT

    Responder
    • Suno Research 20 de março de 2020

      Boa tarde, Luis!
      Não há uma conta específica. São inúmeras as variáveis que devem ser analisadas e devidamente compreendidas ao entrar no mercado de opções.

      Responder
  • ERTILE 12 de abril de 2020

    Bom dia. Posso aplicar o PUT em uma ação já comprada?

    Responder
  • marcio 9 de maio de 2020

    ola bom dia !

    fiquei com uma duvida sobre lançar uma put, por exemplo si eu lançar uma put preço de exercio $10,00 a strike de 1,00, e no dia do vencimento a açao estiver valendo $13,00 eu terei que entregar a açao a $10,00 mesmo o valor da opçao ter desvalorizado

    Responder
  • Enio Caldas 12 de junho de 2020

    Colocação errônea da seguinte colocação acima…

    “No entanto, caso esse titular prefira não exercer a sua posição, o lançador é obrigado a comprá-lo pelo preço de exercício.”

    Responder
  • Leandro Santos Machado 10 de julho de 2020

    Ótima explicação. Ficou uma dúvida: se eu comprar uma Put X, e depois vender essa Put X, estarei me exaurindo de qualquer obrigação? A dúvida é mesmo que eu tenho essa Put X, se eu vende-la seria por si só uma reversão de posição,? Ou preciso comunicar a corretora que estou desfazendo da opção???

    Responder
    • Suno Research 10 de julho de 2020

      Boa tarde
      Sim, é necessário comunicar a corretora.
      Atenciosamente, Equipe Suno.

      Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
kisspng-warren-buffett-business-stock-nebraska-sales-warren-buffett-5b5ea4d6586671.9006389715329292383621

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Buffett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

Frame

NÃO VÁ EMBORA AINDA...

Inscreva-se e receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!