Acesso Rápido

    Você sabe como funciona o conceito de preço de fechamento ajustado?

    Você sabe como funciona o conceito de preço de fechamento ajustado?

    O preço de fechamento ajustado acontece quando uma ação, dentro de qualquer dia de negociação, tem o seu preço alterado para incluir quaisquer distribuições de proventos e ações corporativas que ocorreram em qualquer momento antes da abertura do dia seguinte.

    Geralmente o preço de fechamento ajustado é frequentemente utilizado para se realizar uma análise detalhada sobre retornos históricos de uma ação negociada em bolsa de valores.

    Como regra no mercado de capitais, o preço de uma ação geralmente é afetado pela oferta e demanda dos participantes do mercado. Porém, existem alguns fatos corporativos que também podem alterar o preço das ações.

    Como utilidade prática, o preço de fechamento ajustado é uma ferramenta muito útil para examinar os resultados históricos de uma empresa, pois ele oferece aos analistas uma imagem precisa do valor patrimonial da empresa além do preço de mercado. Esse fato é responsável por ajustar eventos de mercado como: divisões de ações, dividendos, ofertas e direitos.

    Ajustando os preços para eventos de desdobramentos

    O desdobramento de ações é um evento corporativo que em geral é feito por empresas para tornar os preços das suas ações com valores mais comercializáveis, aumentando assim, a liquidez de negociação.

    Desdobramentos, ao contrário do que muitos investidores iniciantes pensam, eles não afetam de forma alguma a capitalização de mercado de uma empresa, no entanto, afetam diretamente o preço de negociação das mesmas.

    Por exemplo, digamos que o conselho de administração de uma companhia decida desdobrar as ações de sua empresa por dois. Nesse caso, a quantidade de ações dessa empresa será multiplicada por dois, e como a capitalização de mercado não acompanha esse fenômeno, o preço de suas ações terão seus valores divididos pelo mesmo múltiplo.

    O contrário é observado nos movimentos de grupamento que também são muito comuns na bolsa de valores. Nesses casos o numero de ações são reduzidas de modo a fazer convergir o preço das ações de uma empresa a valores mais convenientes.

    Ajustando por dividendos   

    Distribuições de dividendos também afetam os preços de negociação das ações de uma empresa. Quando uma companhia distribui um provento, o valor desse pagamento será descontado no preço de sua ação um dia após da data do ex-dividendo.

    Por exemplo, digamos que uma empresa declarou um dividendo de R$ 1,00 sendo que ela possui ações negociadas no mercado no preço de R$ 21,00 na data ex-dividendo. No próximo dia, o preço das suas ações serão reduzidas em R$ 1,00, e no início do dia ela começará negociando na bolsa a R$ 20,00.

     Ajustando para ofertas de direitos

    O preço de fechamento ajustado de uma ação também reflete as ofertas de direitos que podem acontecer. Esse fato corporativo é um direito que os acionistas possuem em subscrever suas ações proporcionalmente à sua participação na companhia ou fundo imobiliário.

    Por exemplo, digamos que você assuma uma empresa que declara uma oferta de direitos e nesse caso os acionistas existentes têm direito de uma ação adicional por cada duas ações detidas. Então estimemos que as ações estejam negociadas em R$ 20,00 e os acionistas existentes terão o direito de comprar ações adicionais a um preço de subscrição de R$ 17,00. Nessa ex-data, o preço de fechamento ajustado é calculado com base no fator de ajuste e no preço de fechamento.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *